Impasses Conceituais na Análise Sociológica dos Movimentos Indígenas

Autores

  • David Júnior de Souza Silva

Palavras-chave:

Movimento indígena, Movimentos sociais, Teoria sociológica, Identidade, Classe.

Resumo


Este trabalho propõe-se a discussão das dificuldades conceituais e de um potencial marco teórico para a interpretação da questão indígena e dos movimentos indígenas. O texto examina e confronta os recursos e as limitações da teoria marxista dos movimentos sociais e da teoria dos novos movimentos sociais para análise dos movimentos indígenas. Após identificar estas limitações, espera-se, como resultado final da reflexão, ter clareza quanto às exigências para uma elaboração teórica que se proponha interpretar adequadamente a realidade dos movimentos indígenas.

Downloads

Publicado

29-04-2017

Como Citar

DE SOUZA SILVA, D. J. Impasses Conceituais na Análise Sociológica dos Movimentos Indígenas. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 11, n. 15, p. 207–216, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/16815. Acesso em: 17 maio. 2022.