A ESTÉTICA DE RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL, DE RICARDO PIGLIA, À LUZ DA FENOMENOLOGIA DA LEITURA

Autores

  • Antonio Adailton Silva Universidade Federal do Tocantins/ UFT
  • Maria Celma da Rocha Barbosa Universidade Federal do Tocantins/UFT
  • Núbia Régia Almeida de Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.48075/rlhm.v13i22.17660

Palavras-chave:

fenomenologia da leitura, estética, recepção do leitor, Respiração artificial.

Resumo


O presente artigo tem como objetivo fazer uma análise da obra Respiração Artificial, de Ricardo Piglia, à luz da fenomenologia da leitura, conforme Paul Ricoeur (2010) a enuncia, na esteira de Roman Ingarden. Nesse sentido, a estética da obra é vista não apenas como uma forma, mas, sobretudo, como um componente literário fundamental para a produção de sentido. Desse modo, a releitura da obra pode mudar a recepção do leitor, surpreendendo-o com novas interpretações produzidas, pois determinados fatos terão escapado à percepção durante a primeira leitura, exatamente em virtude do modo como a obra está organizada formalmente. Mesmo após algumas releituras, o leitor poderá não adquirir uma consciência do todo da obra, incertezas poderão persistir, devido ao enredo não linear, utilização de vários recursos intertextuais e de intratextualidade, que exigem frequentes avanços e retrocessos de leitura, visando a uma melhor compreensão do todo, tendo em vista melhorar a recepção.

Biografia do Autor

Antonio Adailton Silva, Universidade Federal do Tocantins/ UFT

Mestre e doutorando em Ensino de Língua e Literatura pela UFT. Professor da rede Estadual de Ensino do Estado do Tocantins.

Maria Celma da Rocha Barbosa, Universidade Federal do Tocantins/UFT

Mestranda em Ensino de Língua e Literatura pela UFT. Professora da rede Estadual de Ensino do Estado do Tocantins.

Núbia Régia Almeida de, Universidade Federal do Tocantins

Mestra e doutoranda em Ensino de Língua e Literatura pela UFT. Professora da rede Estadual de Ensino do Estado do Tocantins.

Downloads

Publicado

31-12-2017

Como Citar

SILVA, A. A.; BARBOSA, M. C. da R.; ALMEIDA DE, N. R. A ESTÉTICA DE RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL, DE RICARDO PIGLIA, À LUZ DA FENOMENOLOGIA DA LEITURA. Revista de Literatura, História e Memória, [S. l.], v. 13, n. 22, p. 443–463, 2017. DOI: 10.48075/rlhm.v13i22.17660. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/rlhm/article/view/17660. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

PESQUISA EM LETRAS NO CONTEXTO LATINO-AMERICANO E LITERATURA, ENSINO E CULTURA