HEROÍNAS PROBLEMÁTICAS COMO PROTAGONISTAS EM “AS BONECAS”, DE MÁRCIA DENSER

Autores

  • Enedir Silva Santos
  • Kelcilene Grácia Rodrigues
  • Ulisses Infante

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v12i27.14548

Palavras-chave:

Narrativa, Protagonista, Heroínas Problemáticas.

Resumo


No século XX, o surgimento de inúmeras escritoras que abordavam o cotidiano feminino constituiu um ganho significativo para a literatura brasileira, tanto do ponto de vista linguístico, quanto temático, pois a voz da mulher, principalmente, daquela que ousava falar acerca sobre sexualidade configurava-se como marginalizada num país regido pela sociedade patriarcalista. Nesse contexto, Márcia Denser é uma dessas escritoras cuja narrativa merece atenção, o que é feito neste artigo que estuda a constituição das personagens protagonistas do conto “As bonecas” como anti-heroínas, buscando analisar a representação da mulher em conflitos sociais e familiares. O embasamento para o estudo parte das ideias de Lukács e Goldmann sobre o herói problemático, dos escritos de Antonio Candido acerca da criação literária e da personagem de ficção, entre outros estudiosos.

Downloads

Publicado

14-10-2016

Como Citar

SANTOS, E. S.; GRÁCIA RODRIGUES, K.; INFANTE, U. HEROÍNAS PROBLEMÁTICAS COMO PROTAGONISTAS EM “AS BONECAS”, DE MÁRCIA DENSER. Trama, [S. l.], v. 12, n. 27, p. 5–30, 2016. DOI: 10.48075/rt.v12i27.14548. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/trama/article/view/14548. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

Temas Livre