Estruturas hidráulicas, gestão dos recursos hídricos e desastres relacionados à água na região do baixo rio Paraíba do Sul (estado do Rio de Janeiro): Uma análise fundamentada no desastre deflagrado pela inundação de 2007

Adriana Filgueira Leite

Resumo

O baixo rio Paraíba do Sul é a região que compreende a foz deste rio, na porção norte do Estado do Rio de Janeiro (Brasil). Esta região era constituída originalmente por superfícies brejais e lacustres que ao longo do tempo passaram por um amplo processo de drenagem, com vistas à expansão do agronegócio da cana-de-açúcar. No decorrer do século XX, esse processo passou a constituir uma política de Estado, que foi efetivada a partir da criação de uma rede de diques e canais artificiais em ambas as margens do rio. Nesse sentido, este estudo se propõe a discutir de que modo o processo de drenagem e a presença das estruturas hidráulicas influenciaram o comportamento hidrológico dos ambientes fluviais, especial­mente em relação à ocorrência de desastres deflagrados por inundações, com base no episódio de 2007. Os resultados mostram que a má gestão das estruturas trouxe consequências prejudiciais ao ambiente, na medida em que culminou no aumento da magnitude e frequência dos desastres desencadeados por inundações e na escassez hídrica. Verifica-se ainda que a gestão dos reservatórios posicionados a mon­tante também agravou os extremos hidrológicos, uma vez que causou o declínio das vazões e a intensifi­cação dos picos de vazão ali registrados.

Palavras-chave

Estruturas hidráulicas; Ambientes fluviais; Desastres; Inundações; Baixo rio Paraíba do Sul

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.