A ORGANIZAÇÃO COOPERATIVA: INTERPRETAÇÃO E MUDANÇA DE RUMO NA TRAJETÓRIA COOPERATIVISTA

Rosane Calgaro

Resumo


Este trabalho discute a interpretação da organização cooperativa evidenciando as limitações da desconsideração dos pressupostos que fundamentam este tipo organizacional. O ensaio de cunho teórico segue a interpretação que as cooperativas precisam ser descritas e analisadas considerando os elementos históricos e contextuais. Interpretamos que cooperativismo enquanto movimento emergiu no bojo do movimento operário em um contexto marcado pela industrialização com alterações significativas nas noções de trabalho e no sentido do tempo. Também foram relevantes neste processo a atuação do estado, a estruturação da classe operária e a emergência do gerenciamento. A conclusão apresenta implicações da equiparação das cooperativas às organizações  de capital e propõe questionamentos acerca do tema para uma possível agenda de pesquisa.


Palavras-chave


cooperativismo, industrialização, classe operária, organizações

Texto completo:

PDF


Direitos autorais






Gestão e Desenvolvimento em Revista

e-ISSN 
2446-8738

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Francisco Beltrão

Rua Maringá, 1200 - Bairro Vila Nova

Francisco Beltrão – Paraná - CEP: 85605-010

| gdemrevista@gmail.com |