PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS E PEDAGÓGICOS DO PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO NA REFORMA AGRÁRIA (PRONERA)

Deise Mancebo, Daise Ferreira Diniz

Resumo

O texto apresenta e discute a proposta político-pedagógica do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA). Considera que o Programa retrata um exemplo de política pública que foi gestada a partir das demandas dos movimentos sociais do campo, de modo que sua implementação e ações encontram-se articuladas às demandas e propostas educacionais desses atores sociais, vinculando-se, especialmente, aos princípios educacionais propostos por um dos movimentos que o impulsionou, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O texto divide-se em três partes. Na primeira, discute o campo brasileiro, particularmente, o aprofundamento da produção agrícola, no modelo do agronegócio, como meio de inserção do país na economia mundializada e apresenta o movimento pela reforma agrária no Brasil. Na segunda parte, expõe o papel que a educação desempenha nas lutas do campo, em especial para o MST. Por fim, apresenta-se os princípios político-pedagógicos do PRONERA, tomando por base empírica os sete cadernos elaborados pelos protagonistas do Programa e que compõem a coleção “Por uma educação do campo”.

Palavras-chave

PRONERA; MST; Princípios político-pedagógicos; Educação do campo

Texto completo:

PDF