Estado do conhecimento da produção acadêmica sobre a formação de professores para o ensino de estatística

Karla Priscila Schreiber, Mauren Porciúncula

Resumo

Resumo: Esta pesquisa bibliográfica objetivou apresentar um Estado do Conhecimento das produções acadêmicas disponibilizadas no Banco de Teses da CAPES e na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), visando investigar a formação de professores para o ensino de Estatística. A análise de conteúdo das 19 publicações selecionadas foi realizada a partir de duas categorias pré-definidas: i) formação inicial do professor de Matemática; ii) formação continuada dos professores que ensinam Estatística. Na primeira categoria, as investigações enfatizaram o currículo e a proposição e avaliação de estratégias para o ensino de Estatística no curso de Licenciatura em Matemática. Para a formação continuada, os trabalhos contemplaram práticas colaborativas e formações por meio de cursos, oficinas e projetos. Tais pesquisas demonstraram movimentos dos professores em prol da formação para o ensino de Estatística, seja por meio de práticas colaborativas ou pela participação em atividades relacionadas à prática pedagógica.

Palavras-chave: Educação Estatística; Pesquisas acadêmicas; Estado do Conhecimento.


State of knowledge of the academic production on the training of teachers for the teaching of statistics

Abstract: This bibliographic research aimed to present a State of Knowledge of the academic productions made available in the CAPES Digital Bank of Theses Summaries and the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (BDTD), aiming to investigate the training of teachers for the teaching of Statistics. The content analysis of the 19 selected publications was carried out from two pre-defined categories: i) initial training of the mathematics teacher; ii) continuing education of teachers teaching Statistics. In the first category, the investigations emphasized the curriculum and the proposal and evaluation of pedagogical strategies for the teaching of Statistics in the course of Mathematics Degree. For ongoing training, the work included collaborative practices and other types of training, such as courses, workshops, and projects. Such research has demonstrated teachers’ movements in favor of training for the teaching of Statistics, either through collaborative practices or participation in activities related to pedagogical practice.

Keywords: Statistical Education; Academic research; State of Knowledge.

Palavras-chave

Educação Estatística; Pesquisas acadêmicas; Estado do Conhecimento

Texto completo:

PDF

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. 3º reimp. da 1. ed. São Paulo: Edições 70, 2016.

BATANERO, C. Didáctica de la Estadística. 1. ed. Granada: GEEUG, Departamento de Didáctica de la Matemática, Universidad de Granada, 2001.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Tradução de Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. 1. ed. Porto: Porto Editora, 1994.

BORBA, R. E. S. MONTEIRO, C. E.; GUIMARÃES, G. L.; COUTINHO, C.; KATAOKA, V. Y. Educação Estatística no Ensino Básico: currículo, pesquisa e prática em sala de aula. Em Teia | Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, Recife, v. 2, n. 2, p. 1-18, nov. 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Primeiro e segundo ciclo do Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Terceiro e quarto ciclo do Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais, Ensino Médio +: Ciências da natureza. Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Orientações curriculares para o Ensino Médio – Ciências da natureza, Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEB, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

CAMPOS, S. G. V. B. Trabalho de projetos no processo de ensinar e aprender estatística na universidade. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.

CAZORLA, I. M.; KATAOKA, V. Y.; SILVA, C. B. Trajetória e Perspectivas da Educação Estatística no Brasil: um olhar a partir do GT12. In: LOPES, C. E.; COUTINHO, C. Q. S.; ALMOULOUD, S. A. (org.). Estudos e Reflexões em Educação Estatística. 1. ed. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010. p. 19-44.

COELHO, M. A. Os saberes profissionais dos professores: a problematização das práticas pedagógicas em estatística mediadas pelas práticas colaborativas. 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

COSTA, A. A Educação Estatística na formação do professor de Matemática. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade São Francisco, Itatiba, 2007.

COSTA, A.; NACARATO, A. M. A Estocástica na Formação do Professor de Matemática: percepções de professores e de formadores. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 24, n. 39, p. 367-386, ago. 2011.

DESSBESEL, R. S. Estatística: uma proposta de formação continuada para professores de Matemática do Ensino Fundamental e Médio. 2013. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) – Centro Universitário Franciscano, Santa Maria, 2013.

FERREIRA, N. S. A. As Pesquisas Denominadas “Estado Da Arte”. Educação & Sociedade, Campinas, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

FIORENTINI, D. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J. L. (org.). Pesquisa qualitativa em Educação Matemática. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 47-76.

FIORENTINI, D. Desenvolvimento profissional e comunidades investigativas. In: DALBEN, A. et al. (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: Educação ambiental – Educação em ciências – Educação em espaços não escolares – Educação matemática. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 570-590.

FRANKLIN, C. A. et al. The statistical education of teachers. Alexandria, VA: American Statistical Association, 2015.

FUCHS, M. J. Entendimentos do ensino da estatística em cursos de licenciamento: aproximações e distanciamentos na formação do professor de matemática. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação nas Ciências – área de Matemática) – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, 2013.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GONÇALVES, H. J. L. A Educação Estatística no ensino fundamental: discussões sobre a práxis de professoras que ensinam matemática no interior de Goiás. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2005.

GOULART, A. Um estudo sobre a abordagem dos conteúdos estatísticos em cursos de Licenciatura em Matemática: uma proposta sob a ótica da ecologia do didático. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

ESTEVAM, E. J. G. Práticas de uma Comunidade de Professores que ensinam Matemática e o Desenvolvimento Profissional em Educação Estatística. 2015. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Centro de Ciências Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015.

LAVE, J.; WENGER, E. Situated learning: legitimate peripheral participation. 1ª edição. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LOPES, C. E. O ensino da Estatística e da Probabilidade na Educação Básica e a formação dos professores. Cad. Cedes, Campinas, v. 28, n. 74, p. 57-73, jan./abr. 2008.

LOPES, C. E. Educação estatística no curso de licenciatura em matemática. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 27, n. 47, p. 901-915, dez. 2013.

MACEDO, R. C. Conhecimentos de professores de Matemática sobre o processo de ensino e de aprendizagem de noções estatísticas – curva normal. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2016.

MALARA, M. B. S. Os saberes docentes do professor universitário do curso introdutório de Estatística expressos no discurso dos formadores. 2008. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2008.

MEGID, M. A. B. A. Professores e alunos construindo saberes e significados em um projeto de estatística para a 6ª serie: estudo de duas experiências em escolas pública e particular. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

MENDONÇA, L. O. Reflexões e ações de professores sobre modelagem matemática na Educação Estatística em um grupo colaborativo. 2015. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2015.

MOROSINI; M. C.; FERNANDES, C. M. B. Estado do Conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por escrito, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 154-164, jul./dez. 2014.

PAMPLONA, A. S. A formação estatística e pedagógica do professor de matemática em comunidades de prática. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

PASSOS, C. L. B. et al. Desenvolvimento profissional do professor que ensina Matemática: uma meta-análise dos estudos brasileiros. Quadrante, Lisboa, v. XV, n. 1 e 2, p. 193-219, 2006.

RODRIGUES, C. K. O teorema central do limite: um estudo ecológico do saber e do didático. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006.

SANTOS, C. R. O tratamento da informação: currículos prescritos, formação de professores e implementação na sala de aula. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

SERA, E. K. Conhecimentos de professores para o ensino da leitura e construção de gráficos estatísticos na Educação Básica. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Anhanguera de São Paulo, 2016.

SILVA, M. A prática como componente curricular via Projeto Integrado de Prática Educativa (PIPE) no ensino de estatística na Universidade: implementação e implicações na Formação Inicial do Professor de Matemática. 2016. Tese (Doutorado Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2016.

SOUZA, L. O. O desenvolvimento profissional de professores em estatística: um projeto multi-dimensional de formação colaborativa. 2013. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2013.

TONNETTI, A. C. Trajetórias hipotéticas de aprendizagem em estatística no Ensino Médio. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.