A teoria da representação na terceira meditação: a originalidade da metafísica cartesiana

João Antônio Ferrer Guimarães

Resumo

O presente artigo discute a teoria cartesiana da representação ao analisar a estrutura interna do pensamento e a função da idéia na apreensão e construção de um conhecimento seguro. Apresenta, portanto, argumentos que justificam a originalidade dessa teoria no âmbito do pensamento moderno. Pretendemos mostrar que é o sentido original dado por Descartes à noção de idéia, como conteúdo representacional que evidencia uma realidade, que faz com que toda a base de um conhecimento rigoroso da ciência possa ser compreendido através da instancia interna do sujeito.

Palavras-chave

Metafísica; Cogito; Pensamento; Sujeito

Texto completo:

PDF