CONTAMINAÇÃO PARASITÁRIA EM HORTALIÇAS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Ana Carolina Ferreira de Lima, Jacqueline Fátima Martins de Almeida

Resumo


Atualmente os indivíduos buscam alimentos saudáveis não só para evitar doenças crônicas ou outras enfermidades, mas também por uma questão estética, pois é observado que muitas pessoas valorizam a beleza e o corpo através de um cuidado nutricional. No entanto, o cuidado com a higienização de alimentos consumidos in natura deve ter uma atenção especial, tanto no preparo doméstico, quanto na aquisição de produtos minimamente processados. Objetivos: Analisar a prevalência de parasitas nas hortaliças selecionadas como a alface, coentro, cenoura e tomate consumido no Brasil e no mundo por meio de revisão sistemática. Métodos: Foi realizada uma pesquisa em base de dados como Pubmed, Science direct, Scielo, Lilacs e mecanismos de busca como Bireme e Google acadêmico utilizando combinações de palavras-chaves: “Parasites”, “vegetables” Vegetables and season”, “Marketed vegetables”, “Markets”, “contamination”, and “Prevalence of parasites in vegetables”. Foram pesquisados artigos científicos publicados nos anos de janeiro de 2010 a junho de 2020. Resultados: A hortaliça que mais apresentou contaminação foi a alface (28,98%), sendo que o parasita mais prevalente foi o helminto Strongyloides stercoralis (42,84%), Ascaris lumbricoides (38,82%), Ancilostomídeos (19,68%) e o protozoário Entamoeba coli (13,12%), a metodologia mais aplicada foi a sedimentação espontânea. Conclusão: Parasitas considerados relevantes para a saúde humana foram encontrados com frequência em diversos estudos em todo o mundo. É necessário que tanto os manipuladores como a população tenham conscientização sobre a correta higienização dos alimentos consumidos in natura, assim como os meios de profilaxia contra as doenças parasitárias intestinais.


Palavras-chave


Hortaliças; Contaminação; Parasitas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/vscs.v6i2.26537

Revista Varia Scientia - Ciências da Saúde


e-ISSN 2446-8118

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Rua Universitária, 1619 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revista.vscsaude@unioeste.br |