A relevância do pensamento político de Emma Goldman para a Ciência Política: uma análise por meio do contextualismo social

Autores

  • Francioli Bagatin Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.48075/rtc.v26i52.24833

Palavras-chave:

Emma Goldman, Contextualismo Social, Ciência Política, Anarquismo

Resumo


O cânone considerado clássico da Ciência Política é composto majoritariamente por um grupo homogêneo de homens, europeus, brancos e heterossexuais. Ao analisar o pensamento político de Emma Goldman, objetivou-se mostrar que ela também produziu um pensamento político consistente acerca de temas caros à Ciência Política e, por isso, mereceria figurar ao lado dos “clássicos” da política. Metodologicamente, a pesquisa foi feita por meio da aplicação do método do “contextualismo social”, permitindo mostrar que, mesmo sendo anarquista, feminista e partidária, isso não invalida o fato de ser uma “pensadora” da política. E, ainda, que seu pensamento foi constituído por elementos de argumentação racional além dos apelos emocionais e instintivos; suas ideias estão organicamente ligadas ao contexto social em que viveu e escreveu, estando engajada no conflito político de seu tempo, o que não invalida sua importância para a compreensão da “política”, ao contrário, contribui para compreendê-lo. A relevância de seu pensamento político dá-se pelo fato de que os temas abordados por ela (amor livre, casamento, homossexualidade e emancipação da mulher) são políticos, visto que originários de conflitos sociais e políticos, e pelo fato de que, na sociedade burguesa, tais temáticas estão intrinsicamente ligadas às instituições que prescrevem e normatizam seu modo de vida.

Biografia do Autor

Francioli Bagatin, Unioeste

Mestra em Ciências Sociais pela UNIOESTE/2018. Graduada em Ciências Sociais (Bacharelado) pela UNIOESTE/2016. Graduada em Ciências Sociais (Licenciatura) pela UNIOESTE/2015. Especialista em Planejamento, Gestão e Avaliação de Políticas Públicas pela UNIOESTE/2013. Graduada em Direito pela Universidade Paranaense UNIPAR/1998. Especialista em Direito Processual Civil pela UFPR/2001. Docente do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da UNIOESTE campus Francisco Beltrão. franbng@hotmail.com.

Downloads

Publicado

05-05-2020

Como Citar

BAGATIN, F. A relevância do pensamento político de Emma Goldman para a Ciência Política: uma análise por meio do contextualismo social. Tempo da Ciência, [S. l.], v. 26, n. 52, p. 96–112, 2020. DOI: 10.48075/rtc.v26i52.24833. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/tempodaciencia/article/view/24833. Acesso em: 3 dez. 2021.