GÊNEROS DISCURSIVOS E O ENSINO-APRENDIZAGEM DE JAPONÊS: O QUE OS TEXTOS TÊM A (NOS) ENSINAR

Autores

  • Renan Kenji Sales Hayashi

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v12i27.14544

Palavras-chave:

Ensino de Japonês, Gêneros Discursivos, Linguística Sistêmico-Funcional

Resumo


Este artigo objetiva discutir a importância do uso das teorias dos gêneros discursivos no ensino de língua japonesa como língua estrangeira. Para tal, apresentamos brevemente algumas teorias trazidas da Linguística Sistêmico-Funcional (LSF), da análise do discurso crítica da linha britânica e dos gêneros discursivos da linguística textual. Em seguida, com base nessas teorias, analisamos um gênero discursivo – o ensaio – com vistas a ilustrar como o trabalho com gêneros discursivos poderia se inserir no processo de ensino-aprendizagem de japonês no Brasil.  

Downloads

Publicado

11-10-2016

Como Citar

HAYASHI, R. K. S. GÊNEROS DISCURSIVOS E O ENSINO-APRENDIZAGEM DE JAPONÊS: O QUE OS TEXTOS TÊM A (NOS) ENSINAR. Trama, [S. l.], v. 12, n. 27, p. 31–56, 2016. DOI: 10.48075/rt.v12i27.14544. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/trama/article/view/14544. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Temas Livre