Gênero discursivo crônica: aspectos temático, estilístico e composicional nas práticas escolares

Autores

  • Silvana Aparecida Costa da Cruz
  • Terezinha da Conceição Costa-Hübes

Palavras-chave:

Gêneros do discurso, gênero crônica, práticas do ensino de língua portuguesa.

Resumo


Partindo do pressuposto de que a adoção de gêneros discursivos em sala de aula é um dos caminhos mais prováveis de sucesso, quando se almeja o desenvolvimento do processo de leitura, escrita e compreensão da língua, focaremos o tema deste artigo no estudo dos gêneros discursivos, embasando-nos na teoria bakhtiniana. Nesse sentido, o objetivo desse texto é fazer um elo entre os pressupostos teóricos e as atividades cotidianas de língua portuguesa no ensino fundamental com o propósito de melhorar as práticas discursivas de nossos alunos. Para atender ao proposto, recorreremos a Bakhtin (2010[1979], Rodrigues (2001), Costa-Hübes (2014), entre outros. Metodologicamente faremos uma análise interpretativa dos aspectos temático, estilístico e composicional do gênero discursivo crônica. para tanto, selecionamos o texto “Pai não entende nada” de Luis Fernando Veríssimo. como resultado, pretendemos ampliar as reflexões sobre o tema de forma que a teoria venha auxiliar nas práticas de sala de aula.

Referências

ALVES FILHO, Francisco. Gêneros jornalísticos: notícias e carta do leitor no ensino fundamental. São Paulo: Cortez, 2011.

BAKHTIN, Mikhail.[1979] Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BAKHTIN, Mikhail; VOLOSHINOV, Valentin N. [1929]. Marxismo e filosofia da linguagem. Traduzido por Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

CELANI, Maria Antonieta Alba. A relevância da linguística aplicada na formulação de uma política educacional brasileira. In: FORTKAMP, Mailce Borges Mota; TOMITCH, Leda Maria Braga (Orgs.). Aspectos da linguística aplicada: estudos em homenagem ao professor Hilário Inácio Bohn. Florianópolis: Editora Insular, 2000.

COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição. Os gêneros discursivos como instrumentos para o ensino de Língua Portuguesa: perscrutando o método sociológico bakhtiniano como ancoragem para um encaminhamento didático-pedagógico. In: NASCIMENTO, Elvira Lopes do; ROJO, Roxane. Gêneros de texto/discurso e os desafios da contemporaneidade. São Paulo: Pontes, 2014. p.13-34.

MADEIRA, Ana Maria Gini. Da produção à recepção: uma análise discursiva das crônicas de Luís Fernando Veríssimo. 2005. 106 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos)

Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

MELO, José Marques A. Crônica. In.: CASTRO, G. de; GALENO, A. (Orgs.). Jornalismo e literatura: a sedução da palavra. São Paulo: Escrituras, 2002. p.139-154.

MENEZES, Vera Lúcia de Oliveira e Paiva; SILVA, Marina Morena dos Santos e; GOMES, Iran Felipe Alvarenga e. Sessenta anos de Lingüística Aplicada: de onde viemos e para onde vamos. São Paulo: Contexto, 2009.

RITTER, Lilian Cristina Buzato. Gênero discursivo crônica: um estudo do contexto de produção. V Siget, Caxias do Sul, p.1-17, 2009. Disponível em: http://www.ucs.br/ucs/tplSiget/extensao/agenda/eventos/vsiget/portugues/anais/textos_autor/arquivos/genero_discursivo_cronica_um_estudo_do_contexto_de_producao.pdf.

Acesso em: 30 de agosto de 2016.

RODRIGUES. Rosangela Hammes. A Constituição e Funcionamento do Gênero Jornalístico Artigo: Cronotopo e Dialogismo. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem – LAEL – PUCSP). São Paulo: PUCSP, 2001.

SCHNEIDER, Claercio Ivan. Crônica jornalística: um espelho para a história do cotidiano?

Disponível em: http://www.fag.edu.br/adverbio/artigos/cronica_jornalistica.pdf.

Acesso em: 15 maio de 2008.

VERÍSSIMO, Luis Fernando. Comédias da vida privada: 101 crônicas escolhidas. Porto Alegre: L&PM, 1995.

VOLOSCHINOV, Valentin N.; BAKHTIN, M. M. Discurso na Vida e Discurso na Arte (sobre a poética sociológica).Trad. De Carlos Alberto Faraco & Cristóvão Tezza [para fins didáticos]. Versão da língua inglesa de I. R. Titunik a partir do original russo, 1926.

Downloads

Publicado

02-09-2016

Como Citar

COSTA DA CRUZ, S. A.; COSTA-HÜBES, T. da C. Gênero discursivo crônica: aspectos temático, estilístico e composicional nas práticas escolares. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 3, p. 25–40, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/14725. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: REFLEXÃO LINGUÍSTICA A REBOQUE DA FALTA DE REFLEXÃO SOBRE A APLICAÇÃO TEÓRICA.