O trabalho com os conflitos interpessoais na escola na perspectiva construtivista

Autores

  • Tamires Rodrigues Pereira
  • Maurício Bronzatto
  • Ricardo Leite Camargo

Palavras-chave:

Conflitos interpessoais, Resolução de conflitos, Desenvolvimento moral, Construção de regras, Autonomia.

Resumo


Convivendo cotidianamente com situações de desrespeito e incivilidades, os educadores, quase sempre exauridos, indagam-se sobre o que fazer. Enquanto isso, nas instituições que se encarregam da formação desses profissionais, pouco tempo é destinado ao conhecimento de como crianças e adolescentes desenvolvem-se moralmente e, portanto, de como constroem entre si regras de uma boa convivência. Partindo dessas inquietações e julgando que a escola tem um importante papel a cumprir na formação moral das novas gerações, propomos este artigo, cujo objetivo é apresentar, de um lado, o modo como os educadores em geral lidam com os conflitos interpessoais no cotidiano escolar e, de outro, a perspectiva construtivista de trabalho com esses conflitos. Mostraremos que os professores, na grande maioria, não consideram como uma de suas funções auxiliar seus alunos a conviverem melhor; os conflitos são vistos como negativos e antinaturais, portanto precisam ser contidos ou evitados; o enfoque está na resolução, muitas vezes por meio da coerção, e não no processo pelo qual se aprendem regras e valores e se adquirem formas mais respeitosas de convívio. Utilizam-se, assim, procedimentos que funcionam temporariamente, mas não educam para a autonomia. Procuraremos, também, reconhecer a influência do ambiente escolar na maneira como os alunos se relacionam e lidam com seus conflitos. Assim, este artigo fornece subsídios ao trabalho do professor que, embora mencione frequentemente em seus objetivos educacionais a formação de alunos mais autônomos, demonstra, em sua prática, desconhecer os procedimentos da educação moral que poderiam ajudá-lo nesse propósito.

Referências

DEVRIES, Rheta; ZAN, Betty. A ética na educação infantil. Porto Alegre RS: Artes Médicas, 1998.

KAMII, Constance. A criança e o número. Campinas SP: Papirus, 1991.

LA TAILLE, Yves de. A indisciplina e o sentimento de vergonha. In Julio G. Aquino (org.). Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996a.

LA TAILLE, Yves de. A educação moral: Kant e Piaget. In: Lino de Macedo (org.). Cinco estudos de educação moral. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1996b.

LA TAILLE, Yves de. Limites: três dimensões educacionais. São Paulo: Ática, 1998

LA TAILLE, Yves de. Vergonha, a ferida moral. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

LUKJANENKO, Maria de Fátima Silveira Polesi. Um estudo sobre a relação entre o julgamento moral do professor e o ambiente escolar por ele proporcionado. 1995. 167f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1995.

MENIN, Maria Suzana De Stefano. Desenvolvimento Moral: Refletindo com pais e professores. In Lino de Macedo (org.). Cinco estudos de educação moral. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1996.

PAULINO, Luciene Regina. A construção da solidariedade em ambientes escolares. 2001. 261f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

PIAGET, Jean. Psicologia e pedagogia. Tradução de Dirceu Accioly Lindoso e Rosa Maria Ribeiro da Silva. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1969/1976.

PIAGET, Jean. O Juízo Moral Na Criança. 2. ed. Tradução de Elzon Lenardon. São Paulo: Summus, 1932/1994.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino. A construção da solidariedade e a educação do sentimento na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi. Quando a escola é democrática: um olhar sobre a prática das regras e assembleias na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi. Valores em crise: o que nos causa indignação? In LA TAILLE, Yves de; MENIN, Maria Suzana De Stefano e col. Crise de valores ou valores em crise? Porto Alegre: Artmed, 2009.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi (Orgs.). Conflitos na instituição educativa: perigo ou oportunidade? Campinas: Mercado de Letras, 2011

VINHA, Telma Pileggi. O educador e a moralidade infantil numa perspectiva construtivista. Revista do Cogeime n° 14, jun.1999.

VINHA, Telma Pileggi. Os conflitos interpessoais na relação educativa. 2003. 421f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

Downloads

Publicado

02-09-2016

Como Citar

PEREIRA, T. R.; BRONZATTO, M.; CAMARGO, R. L. O trabalho com os conflitos interpessoais na escola na perspectiva construtivista. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 3, p. 41–66, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/14770. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO