Fronteiras entre realidade, ficção e representação: as múltiplas personalidades de Cowboy

Autores

  • José Arlei Cardoso Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

Palavras-chave:

Documentário, representação, realidade, ficção.

Resumo


O documentário Cowboy é um filme que age diretamente sobre os sentidos do espectador. A partir das representações de seu ator e de seus múltiplos personagens, o filme impacta e confunde, transpondo cuidadosamente a fronteira entre a realidade e a ficção. Entender o processo criativo do filme, bem como a estrutura da sua proposta cinematográfica, é imprescindível para compreender sua crítica às relações sociais. Por isso, O presente estudo busca fazer uma análise sobre a cinematografia documental do filme, levantando questões relevantes sobre sua proposta narrativa. A partir de uma estética realista contemporânea, buscamos analisar a diferenciação entre o que pode ser descrito como real ou como ficcional dentro da história. Da mesma forma, a partir das personalidades relatadas por Cowboy, usamos os estudos de Goffman a respeito da representação do indivíduo na sociedade para buscarmos explicações sobre como nos afeta esse tipo de encenação e como isso altera nossa percepção sobre a definição de realidade no nosso próprio cotidiano. 

Biografia do Autor

José Arlei Cardoso, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

Graduado em Comunicação Social – Jornalismo, especialista em Comunicação Digital e mestre em Letras, este último pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), onde atualmente desenvolve suas pesquisas, centradas nas relações, principalmente imagéticas e textuais, entre literatura, comunicação e narrativas sequenciais. http://lattes.cnpq.br/2837867133424178. Contato: j.arlei.cardoso@gmail.com.

Referências

BAPTISTA, Mauro; MASCARELLO, Fernando. Cinema mundial contemporâneo. Campinas: Ed. Papirus, 2008.

BAUMAN, Zygmunt; MAY, Tim. Aprendendo a pensar com a Sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

COMOLLI, Jean-Louis. Ver e poder: a inocência perdida: cinema, televisão, ficção, documentário. Seleção e organização: César Guimarães e Rubens Caixeta. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

GOFFMAN, Irving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1985.

JAGUARIBE, Beatriz. O choque do real: estética, mídia e cultura. Rio de Janeiro: Ed. Rocco, 2007.

LABAKI, Amir. É tudo verdade: reflexões sobre a cultura do documentário. São Paulo: Francis, 2005.

LINS, Consuelo; MESQUITA, Cláudia. Filmar o real: sobre o documentário brasileiro contemporâneo. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

LINS, Consuelo. O ensaio no documentário e a questão da narração em off. 2013. Disponível em:

http://montagemcinema.blogspot.com.br/2013/07/o-ensaio-no-documentario-e-questao-da.html

MELO, Luís Alberto Rocha. A voz do filme. Publicado na revista de cinema Contracampo. 2006. Disponível em: http://www.contracampo.com.br/85/artavozdofilme.htm

MOTTA, Luiz Gonzaga. Análise crítica da narrativa. Brasília: Ed. UNB, 2013.

NICHOLS, Bill. A voz do documentário. (et. al). RAMOS, Fernão Pessoa. Teoria contemporânea do cinema: documentário e narratividade ficcional. Vol. II. São Paulo: Ed. Senac, 2005.

PADILHA, José. Sentido e verdade: quatro notas na fronteira entre o documentário e a ficção (et. al). ESCOREL, Eduardo. Objetivo subjetivo. Rio de Janeiro: Ed. Aeroplano, 2003.

PUIATI, Tarcísio. Cowboy. 2011, documentário, digital, 10 minutos.

Disponível em http://portacurtas.org.br/filme/?name=cowboy

PUIATI, Tarcísio. Entrevista para o Kinoforum. Agosto 2012, 9min40seg. Disponível em http://www.kinoforum.org.br/curtas/2012/filme/1719/cowboy

RAMOS, Fernão Pessoa. Mas afinal...o que é mesmo documentário? São Paulo: Ed. Senac, 2008.

TEIXEIRA, Francisco Elinaldo (org.). Documentário no Brasil: tradição e transformação. São Paulo: Summus Editorial, 2004.

Downloads

Publicado

26-09-2017

Como Citar

CARDOSO, J. A. Fronteiras entre realidade, ficção e representação: as múltiplas personalidades de Cowboy. Travessias, Cascavel, v. 11, n. 2, p. 152–165, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/17506. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: CINEMA, EDUCAÇÃO, HISTÓRIA E OUTRAS TRAVESSIAS