Homossexualidades em discurso: o silêncio como causa do apagamento de grupos sociais

Autores

Palavras-chave:

Silêncio, Homossexualidade, Discurso.

Resumo


Este trabalho tem como propósito apresentar uma discussão sobre o silêncio como agente responsável pelo apagamento da luta e (re)existência de grupos sociais LGBTQ+, perseguidos pelo regime militar no Brasil sob a alegação de serem considerados “desviantes” das normas de comportamento vigentes na época. Como respaldo teórico, nos utilizamos das reflexões teóricas sobre silêncio e discurso, fundamentadas por Eni Orlandi (2007). Entendemos que esta pesquisa colabora com a necessidade de pensar a noção de homossexualidade articulada ao discurso, contribuindo para a compreensão do silenciamento da discussão sobre essa temática. Assim, objetivamos analisar a relevância social de um jornal que se opunha à ideologia repressiva de um governo militar nos anos 70 e 80, instaurado no Brasil. Em abordagens tradicionais, nas ciências da linguagem, dá-se ao silêncio uma condição negativa ao ser considerado apenas falta de palavras. No entanto, Orlandi refere-se a ele como algo que não é a sombra do verbal, não é o vazio: é algo que significa. A partir dessas questões, refletiremos sobre a relação entre discurso e silêncio em relação à homossexualidade, hipótese que defendemos ainda se perpetuar na contemporaneidade em nosso país. Para tanto, analisamos o artigo “As palavras: para que temê-las?”, encontrado no jornal, destinado à discussão da homossexualidade, intitulado Lampião da Esquina, a partir do qual refletimos acerca dos efeitos de sentido que são produzidos quando escolhemos determinadas terminações para designar os sujeitos homossexuais.

Biografia do Autor

Mônica Ferreira Cassana, Universidade Federal do Pampa

Professora no curso de Letras na Universidade Federal do Pampa. Doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Bruno Rosa da Rosa, Universidade Federal do Pampa

Graduando em Letras na Universidade Federal do Pampa, câmpus Bagé. Integrante do Programa de Educação Tutorial do curso de Letras.

Gilmar Júnior Ferraz Bolsan, Universidade Federal do Pampa

Graduando em Letras na Universidade Federal do Pampa, câmpus Bagé. Integrante do Programa de Educação Tutorial do curso de Letras.

Referências

BRASIL. Ato Institucional número 5. São mantidas a Constituição de 24 de janeiro de 1967 e as Constituições Estaduais e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/AIT/ait-05-68.htm> Acesso em 25 out 2018.

BRASIL. Projeto de Lei 867/2015. Inclui, entre as diretrizes e bases da educação nacional, o "Programa Escola sem Partido". Disponível em: <http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=1050668> Acesso em 25 out 2018.

BRASIL. Comissão nacional da verdade. Disponível em: <http://cnv.memoriasreveladas.gov.br>. Acesso em 10 out 2018.

CHARADEAU, Patrick e MAINGUENEAU, Dominique. Dicionário de análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2008.

GRUPO DIGNIDADE. Jornal Lampião da Esquina. Disponível em: <http://www.grupodignidade.org.br/projetos/lampiao-da-esquina/>. Acesso em 10 out 2018.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. 3ª ed. – São Paulo, Paz e Terra, 2015.

MITTMANN, Solange. Discurso e texto: na pista de uma metodologia de análise. In: FERREIRA, Maria Cristina e INDURSKY, Freda. Análise do discurso no Brasil: mapeando conceitos, confrontando limites. São Carlos: Claraluz, 2007, p. 153-162.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2012.

ORLANDI, Eni Puccinelli. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. - 6ª ed. - Campinas, SP. Editora da UNICAMP, 2007.

Downloads

Publicado

29-12-2018

Como Citar

CASSANA, M. F.; ROSA, B. R. da; BOLSAN, G. J. F. Homossexualidades em discurso: o silêncio como causa do apagamento de grupos sociais. Travessias, Cascavel, v. 12, n. 4, p. 105–118, 2018. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/20929. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

LINGUAGEM