O gatilho do monolito: ficcionalização e objeto-arte na metáfora humana cinematográfica de Kubrick pela “Odisseia no espaço”

Autores

Palavras-chave:

Ficção científica, Cinema, Efeito estético, Objeto-arte.

Resumo


O presente ensaio visa refletir sobre a relação de efeito estético provocada pelo monolito em 2001: uma odisseia no espaço de Arthur C. Clarke e suas intermitências na tradução para o cinema por Stanley Kubrick. A reflexão pauta-se no questionamento de quais seriam as possíveis representações e impactos que o polo artístico desse monolito, enquanto estrutura retangular escura e opaca, pode nos indicar menos daquilo que o adjetiva, e mais de um certo input sígnico ligado ao mistério do que sustenta a necessidade humana de ficcionalizar diante do vazio. Isso se manifesta também como o imperativo de realizar e demarcar feitos em sua própria narrativa/história antropocêntrica em curso, principalmente se registrados pela via formal das artes. Partindo de um olhar interdisciplinar entre a linguagem e as contribuições de Iser sobre efeito estético, em suas bases antropológico-literárias subsumidas dos estudos de Eric Gans, mais especificamente naquilo que elas trazem acerca do papel central da ficcionalização e dos atos de fingir – com vistas a atribuir concomitantemente um sentido à nossa ênfase principal de interpretação –, realizamos uma leitura acerca do monolito que se empreenda pela via da articulação de vazios, resultado e percurso desta nossa proposta de reflexão estética.

Biografia do Autor

Eider Madeiros, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Mestrado em Letras, área de Literatura, sob a linha de Poéticas da Subjetividade, no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Carmen Sevilla Gonçalves dos Santos, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Docente no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Doutora em Teoria da Literatura pela Universidade Federal do Pernambuco (UFPE).

Downloads

Publicado

03-05-2019

Como Citar

MADEIROS, E.; SANTOS, C. S. G. dos. O gatilho do monolito: ficcionalização e objeto-arte na metáfora humana cinematográfica de Kubrick pela “Odisseia no espaço”. Travessias, Cascavel, v. 13, n. 1, p. 4–17, 2019. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/22135. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: Recepção e mediação da Arte Contemporânea