“Sob os ossos dos mortos” e a condição dos animais não-humanos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i1.26113

Palavras-chave:

Abolicionismo, Animais não-humanos, Sob os ossos dos mortos.

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo mostrar a presença da ética senciocêntrica e do abolicionismo animal em uma obra literária. Para tal, foi necessária a leitura de alguns filósofos sobre o assunto, notadamente Sônia Felipe e Peter Singer. Primeiramente, fizemos uma breve apresentação dos pensamentos de alguns filósofos sobre o sofrimento animal, trazendo, ao fim dessa parte, as contribuições dos estudiosos já citados. Em seguida, fizemos uma apresentação do livro Sobres os ossos dos mortos, da autora polonesa Olga Tokarczuk, vencedora do Nobel em 2018, livro que recebeu a tradução de Olga Baginska-Shinzato. À luz da teoria estudada, fizemos, então, uma análise da personagem Dusheiko, protagonista do romance, para ver como seus discursos e atitudes dialogam com a postura abolicionista proposta pelos autores estudados. É mister, no momento em que vivemos, falar sobre a questão animal nas mais diversas áreas científicas. Dentro dos estudos literários, entretanto, são discussões que ainda carecem de uma fortuna crítica mais copiosa. O presente trabalho se justifica, então, na medida em que pretende colaborar com o arcabouço de reflexões sobre essa temática. No embate dos discursos e pensamentos do livro, concluímos que, por um lado, o pensamento da população em geral pode ser considerado antropocentrista. Já o posicionamento ideológico de Janina Dusheiko, por outro, está determinado pelo sencientismo e pelo biocentrismo, de acordo com as reflexões de teóricos como Sônia T. Felipe. Dusheiko acredita que maltratar os animais, fazê-los sofrer, é um crime, é ser especista.

Biografia do Autor

Luís Cláudio Ferreira Silva, Colégio Notre Dame

Graduado no curso de Letras Português/Francês pela Universidade Estadual de Maringá, desenvolveu um projeto de iniciação científica na obra de José Saramago intitulado "O Inexplicável na Construção das Personagens Femininas Saramaguianas". Ministrou cursos de Língua Francesa, participou do projeto de tradução A Domesticação do lendário Quebequense: La Chasse-Galerie e outras lendas" e participou de eventos apresentando trabalhos na temática da Critica Feminista, Literatura Fantástica e Existencialismo. Participou também do projeto "Bivalência", destinado a auxiliar alunos iniciantes em Lingua Francesa. Sua monografia foi desenvolvida com base nas teorias filosóficas existencialistas aplicadas à obra de José Saramago. Atualmente trabalha como professor de Língua Francesa na Aliança Francesa. Luís Cláudio Ferreira Silva é mestre em Estudos Literários do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual de Maringá, defendendo seu trabalho em 2012. Seu trabalho intitulado "Identidades Fraturadas no Quebec e em Portugal: Jacques Poulin e José Saramago à Luz do Materialismo Lacaniano" está dentro do campo Literatura e Historicidade e Literatura e Identidades e analisa os deslocamentos espaciais dentro dos dois romances. Está habilitado a atuar nas áreas de Literatura Portuguesa, Literatura Brasileira, Literatura Francesa/Francófona e Língua Francesa

Marco Antonio Hruschka Teles, Universidade Estadual de Maringá

Departamento de Letras Modernas, língua francesa. Doutorando em literatura.

Referências

DESCARTES, René. Discurso do método. In: Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1999.

FELIPE, Sônia T. A legislação brasileira e a proteção aos animais. ANDA, 2 de março de 2010. Disponível em “https://www.anda.jor.br/2010/03/a-legislacao-brasileira-e-a-protecao-aos-animais/”. Acesso em 15 de janeiro de 2020.

FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo: perspectivas éticas abolicionistas, bem-estaristas e conservadoras e o estatutos dos animais não-humanos. Revista Página de Filosofia, v.1, n.1, jan-jul/2009.

FELIPE, Sônia T. Fundamentação ética dos direitos dos animais: O legado de Humphry Primatt. In: Revista brasileira de direito animal, v. 1, n. 1, 2006.

LIBANORI, Evely & BRAGA, Elda Firmo (Org.). Animais e Literatura: ética e poética. Rio de Janeiro: Oficina da Leitura, 2018.

SILVA, Vicente Ferreira da. Dialética das consciências: obras completas. Organização e preparação de originais Rodrigo Petronio; introdução Miguel Reale; posfácios Luigi Bagolini e Vilém Flusser. São Paulo: É Realizações, 2009.

SINGER, Peter. Libertação animal. Porto Alegre: Lugano, 2004.

TOKARCZUK, Olga. Sob os ossos dos mortos. Tradução de Olga Baginska-Shinzato. São Paulo: Todavia, 2019.

Downloads

Publicado

27-04-2021

Como Citar

SILVA, L. C. F.; TELES, M. A. H. “Sob os ossos dos mortos” e a condição dos animais não-humanos. Travessias, Cascavel, v. 15, n. 1, p. 51–63, 2021. DOI: 10.48075/rt.v15i1.26113. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/26113. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

LITERÁRIA