Materialização do hiper-real na matriz: intermidialidade entre Baudrillard e Matrix

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i2.27776

Palavras-chave:

Matrix, hiper-real, intermidialidade, simulações.

Resumo


As influências da teoria de Jean Baudrillard em Simulacro e Simulação (1991) presentes em Matrix (1999) podem ser interpretadas através do processo de transposição midiática (RAJEWSKY, 2005). Na teoria, a reprodução do hiper-real acontece através da manipulação da verdade, produção desenfreada de simulacros e coletivização das identidades. Esse é o livro referência para a produção cinematográfica. No filme, essas teorias são analisadas através da experiência dentro do programa de simulação, Matrix, criado pelas máquinas. Nesse sistema virtual, a mente está sujeita à escravidão já que é através dela que ocorrem os inputs e outputs de informação enviados para o cérebro para manter os seres humanos entorpecidos. Este artigo busca explicitar os pontos de conexão entre as duas obras e analisar como o conceito de intermidialidade auxilia na compreensão da transposição entre as duas mídias: a escrita e a produção cinematográfica. Por fim, observa-se que a relação entre as duas obras aqui citadas é um processo essencialmente de intermidialidade.

Biografia do Autor

Luiza da Silva Souza, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS, Brasil

Mestranda em Letras -Linha de Literatura, Cultura e Tradução, no Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Distópica.

Claudia Lorena Fonseca, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, RS, Brasil

Possui Graduação em Letras Hab. Português/Francês e Literaturas pela Universidade Federal de Pelotas (1998), Mestrado em Literaturas Brasileira, Portuguesa e Luso Africanas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004), Doutorado em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009) e Pós-doutorado pela Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza-Argentina. Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), atuando como Coordenadora da área de Literatura. É Professora Permanente do Programa de Pós-graduação em Letras (UFPel) e editora da Revista Caderno de Letras. Líder do Grupo de Pesquisa Ficção Brasileira no Século XXI, coordena os Projetos de Pesquisa Ficção Brasileira no Século XXI - intertextualidade e interdiscursividade e Publicações periódicas latino-americanas em alguns momentos do século XX. É membro do Instituto de Literaturas Modernas (ILM) e do Centro Interdisciplinario de Literatura Hispano Americana (CILHA) da Universidad Nacional de Cuyo. Foi Professora Pesquisadora pela Universidade Aberta do Brasil. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada; Literatura Brasileira, Portuguesa e Luso-africanas; Literatura Hispano-americana; atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura e História; Literatura latino-americana; Revistas; Redes; Fronteiras; Intertextualidade; Luiz Sérgio Metz; Jorge Luis Borges; Guimarães Rosa; formas narrativas

Referências

BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e Simulação. Lisboa: Relógio D'água, 1991

BAUDRILLARD, Jean. Tela Total. Porto Alegre: Editora Sulina, 2011.

CLUVER, Claus. Intermidialidade. Pós: Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 8-23, 2011.

CLÜVER, Claus. Inter textus / inter artes / inter media. Trad. Elcio Loureiro Cornelsen et al. Aletria. Revista de estudos de literatura. Belo Horizonte, n. 14, p. 11-41, 2006.

CROZAT, Dominique. Violência dos espaços hiper-reais. Revista Famecos, Porto Alegre, n. 29, p. 45-56, 2006.

GHIRADI, Ana Luiza R.; RAJEWSKY, Irina; DINIZ, Thais F. N. Intermidialidade e referências intermidiáticas: uma introdução. Revista Letras Raras, v. 9, n. 3, p. 11-23, 2020

KONTZE, Marcus V. A realidade da realidade apresentada em Matrix. 2º ciclo de estudos em Cinema, 2020.

MASSAGLI, Sérgio R. Identidades culturais no deserto do hiperreal no filme Matrix. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 37, n. 3, p. 371-378, 2008.

MATRIX. Direção: Lilly Wachowski Lana Wachowski. Produção de Joel Silver. Estados Unidos da America: Warner Bros, 1999. (136 min)

RAJEWSKY, Irina. Intermidiality, Intertextuality, and Remediation A Literary Perspective on Intermidiality. . Intermédialités / Intermediality, n. 6, p. 43-63, 2005.

ROSA, Joseana S. da. Transposição Intermidiática: Diálogo entre Literatura e Cinema. Jangada, n. 11, p. 110-122, 2018.

SANTA HELENA, Anna K. V. Os mundos real, virtual e hiper-real de Jean Baudrillard. Revista Temática, n. 4, p. 15-23, 2015.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

SOUZA, L. da S.; FONSECA, C. L. Materialização do hiper-real na matriz: intermidialidade entre Baudrillard e Matrix. Travessias, Cascavel, v. 15, n. 2, p. 270–284, 2021. DOI: 10.48075/rt.v15i2.27776. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/27776. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: LITERATURA, CINEMA E INTERMIDIALIDADE: TEXTOS, CONTEXTOS E IMAGENS