Intermidialidade em um passeio pela narrativa nos jogos de luta

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i2.27779

Palavras-chave:

Intermidialidade, mídias, narrativa, jogos de luta.

Resumo


O objetivo desse artigo é refletir sobre conceitos de mídia juntamente com os processos da narrativa nos videogames, sobretudo, no gênero dos jogos de luta. Para tanto, uma revisão voltada à narrativa e às mídias foi realizada, cobrindo ideias de McLuhan (2013), Jenkins (2009), Todorov (2006) e Barthes (2011). Então, o espaço duplo entre jogo e narrativa interativa ajudou a compreender como narrativas têm sido apresentadas, considerando aspectos como estrutura e mercado. Mortal Kombat (1992-) e Street Fighter (1987-) foram usados como exemplos de jogos em que o importante papel da narrativa prevalece, sobretudo, em paralelo à evolução do hardware e ao perfil do jogador. Após a comparação, esse trabalho identificou mudanças na comunicação e no comportamento social devido à narrativa e às questões de consumo. Além disso, concluiu-se que o mercado é um aspecto que define parcialmente como o poder e o conhecimento se conectam com narrativas por meio do acesso ao game Na busca por compreender a relação entre os layouts, a finalidade e o entrelace do universo narrativo, da relação com a interatividade e o reconhecimento do jogar pela empresa que possui a franquia desses jogos.

Biografia do Autor

Alisson Preto Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Alisson Preto Souza é atual doutorando do PPG Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.. É mestre em Literatura pela mesma instituição. Bolsista de pesquisa da CAPES. Hoje, segue a linha de pesquisa de Teoria, Crítica e Comparatismo, pesquisando processos relacionados às mídias e a sociedade, envolvendo-se com literatura, estudos culturais, sociologia e antropologia. Também estudou literatura indígena no âmbito das teorias pós-coloniais e identidades.

Lis Yana de Lima Martinez, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Estudos de Literatura pelo Programa de Pós-Graduação do Instituto de Letras UFRGS. Atua na área de Teoria, Crítica e Comparatismo tendo sua pesquisa voltada aos estudos Intemidiáticos, Intertextuais e Interdisciplinares.

Referências

ANDERSON, Chris. The long tail: why the future of business is selling less of more. New York: Hyperion, 2006.

BAUM, L. Frank. The wounderful wizard of Oz. Chicago, 1900.

BARTHES, Roland. Introdução à análise estrutural da narrativa. In: BARTHES, Roland; et al. Análise estrutural da narrativa. Petrópolis: Vozes, 2011.

BENJAMIN, W. Illuminations. Tradução: Harry Zohn. New York: Harcourt 2007.

BRECHT, B. Estudos sobre Teatro. Tradução: Fiama Pais Brandão. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 2005.

CAPCOM. Street Fighter. Super Nintendo. Capcom, 1987.

CRAWFORD, C. On interactive storytelling. EUA: New riders pub, 2004.

HELMOND, Anne. The plataformization of the web: making web data plataform ready. Social media + society, v. 1, n. 2, 2015.

HIGGINS, Dick. Intermedia. The something else newsletter. Nova York, 1996.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: O jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 2019.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. Tradução: Susana Alexadria. São Paulo: Aleph, 2009.

MARTINEZ, L. Yana L. Precisamos voltar a falar em fidelidade. In: MARTINEZ, L. Yana L. Mídias, intermídias e transmídias: os diálogos e as transformações das últimas quatro décadas. Campo Grande: Editora Inovar, 2021.

MARTINEZ, L. Yana L. Transmedia storytelling: new concept, new possibilities. In: MOREIRA, Maria E. R.; MEDEIROS, Rosângela F.; FIORINI, J. F. Intermídias, transmídias e estudos culturais. Foz do Iguaçu: CLAEC e-Books, 2021.

MIDWAY. Mortal Kombat. Super Nintendo. Midway, 1992.

MCLUHAN, Herbert Marshall. Understanding media: the extensions of man. Berkeley: Gingko Press, 2013.

MÜLLER, Eggo. Formatted spaces of participation. Digital material: tracing new media in every life and technology. 2009.

MURRAY. J. H. Hamlet no Holodeck: o future da narrative no ciberespaço. São Paulo: Itaú Cultural/UNESP, 2003.

NAMCO. Tekken 3. PlayStation. Namco, 1997.

PAROLLO JR., S. J. A Estabilidade tecnológica da televisão e a criatividade no videoclipe musical na virada dos anos 80 para os 90. In: SIMPÓSIO NACIONAL DA ABCIBER CONECTIVIDADE, HIBRIDAÇÃO E ECOLOGIA DAS REDES DIGITAIS, 10., 2017, São Paulo. Anais [...] São Paulo: USP, 2017. Disponível em: anais-abciber-201720200414-105927-4p8hh6.pdf. Acesso em: 27 jun. 2021.

PEARCE, Celia. Towards a game theory of game. In: WARDRIP-FRUIN, Noah; HARRIGAN, Pat (Eds.). First person: new media as story, performance, and game. Cambridge: MIT Press, 2006.

PHILLIPS, Andrea. A creator’s guide to storytelling transmedia. New York: Mcgrawhill, 2012.

PUNDAY, D. An archeology of narratology. In: PUNDAY, D. Playing at Narratology. Colombus: Ohio State University Press, 2019.

RAJEWSKY, Irina O. A fronteira em discussão: o status problemático das fronteiras midiáticas no debate contemporâneo sobre intermidialidade. In: DINIZ, Thais Flores Nogueira; VIEIRA, André Soares. Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Rona Editora, FALE/UFMG, 2012. p. 51-73.

SEXTON, Jamie. Digital music: production, distribution and consumption. In: CREEBER, Glen; MARTIN, Royston. Digital cultures: understanding new media. New York: Open University Press, 2009.

TESSARO, Annye Cristiny. Narrativas e games: um olhar do design literário-artístico. 2018. 199 f. Tese (Doutorado em Tecnologia da Inteligência e Design Digital) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

TODOROV, T. As estruturas narrativas. Tradução: Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Perspectiva, 2006.

WIZARD of Oz: Ultimate Collector’s Edition. Victor Fleming, 2009. 106 min. EUA

WOLF, Mark J.P. Building imaginary worlds. New York: Routledge, 2012.

Downloads

Publicado

31-08-2021

Como Citar

SOUZA, A. P.; MARTINEZ, L. Y. de L. Intermidialidade em um passeio pela narrativa nos jogos de luta. Travessias, Cascavel, v. 15, n. 2, p. 304–316, 2021. DOI: 10.48075/rt.v15i2.27779. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/27779. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: LITERATURA, CINEMA E INTERMIDIALIDADE: TEXTOS, CONTEXTOS E IMAGENS