MEMÓRIAS IMPOSSÍVEIS, MENINOS INVENTADOS (E SUAS ILUMINURAS)

Autores

  • Ana Luiza Rocha do Valle

Palavras-chave:

POESIA, ILUSTRAÇÃO, MANOEL DE BARROS, JORGE DE LIMA.

Resumo


A RELAÇÃO ENTRE LITERATURA E ARTE, AQUI ANALISADA SOB AS PERSPECTIVAS DA PROPOSTA ARTÍSTICA DO LIVRO E DO LUGAR DA ILUSTRAÇÃO, TENDE CADA VEZ MAIS PARA A CONSTITUIÇÃO DE UM TERCEIRO PRODUTO (LITERÁRIO E ARTÍSTICO). A ILUSTRAÇÃO DEIXA SEU PAPEL EXPLICATIVO E GANHA UMA FUNÇÃO ESTÉTICA QUE PARTICIPA DO PROJETO ARTÍSTICO DO LIVRO ENQUANTO OBRA DE ARTE. APRESENTAMOS AQUI DOIS LIVROS DE PROPOSTAS ESTÉTICAS SINGULARES (MEMÓRIAS INVENTADAS, DE MANOEL DE BARROS E O MUNDO DO MENINO IMPOSSÍVEL, DE JORGE DE LIMA), EXPLICITANDO NELES A IMPORTÂNCIA DE UMA RELAÇÃO CONSISTENTE ENTRE TEXTO E IMAGEM. NO CASO DO LIVRO DE BARROS, RESTRINGIMO-NOS À ANÁLISE GERAL DO PROJETO, SEGUIDA DA ANÁLISE DE UM DOS POEMAS E SUA RESPECTIVA ILUSTRAÇÃO. A OBRA DE LIMA COMPÕE-SE DE UM POEMA SÓ, O QUE PERMITIU SUA ANÁLISE DE FORMA MAIS COMPLETA. DEFENDEMOS O CUIDADO COM ESSES PROJETOS ORIGINAIS EM CASOS DE REEDIÇÃO OU REPUBLICAÇÃO.

Downloads

Publicado

04-11-2011

Como Citar

DO VALLE, A. L. R. MEMÓRIAS IMPOSSÍVEIS, MENINOS INVENTADOS (E SUAS ILUMINURAS). Travessias, Cascavel, v. 5, n. 2, 2011. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/5600. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

ENSAIOS E TEMAS INTERDISCIPLINARES