Potência aeróbia estimada de uma equipe de futsal sub-17 da região oeste do Paraná

Daniele Hoffmann, Cassiane Lui, Fernando de Souza Campos, Antonio Cardoso, Robson Ruiz Olivoto, Renan Felipe Hartmann Nunes, Lucinar Jupir Forner Flores

Resumo


Este estudo teve como objetivo avaliar os níveis de potência aeróbia de uma equipe de Futsal sub 17 anos da região Oeste do Paraná. Fizeram parte da amostra 14 atletas do sexo masculino da equipe sub 17 do Copagril/Sempre Vida (16,81±0,63 anos). Foram submetidos à avaliação antropométrica tendo como variáveis: estatura, massa corporal e % de gordura. Também foram realizados um questionário pubertário e teste incremental de corrida intermitente (T-CAR) para estimativa de potência aeróbia máxima. A apresentação de dados foi através de análise descritiva e dados apresentados como média ± desvio padrão da média. Foram reportados os seguintes valores para estatura (1,74±0,07 m), massa corporal (70,4±7,97kg) e % de gordura (15,6±5,71). Os valores do teste de T-CAR: FC máx (182,8±27,92 bpm), pico de velocidade (PV) (13,93±1,10 km/h) e potência aeróbia (48,75±3,85 ml/kg/min). Observando os valores fisiológicos do nosso estudo com atletas sub 17 de Futsal, podemos concluir que foram encontrados valores menores do que os estudos com atletas profissionais, resultado este, que já era esperado e também apresentado na literatura. Isto implica que os atletas ainda estão em formação do ponto de vista fisiológico e também terão que melhorar seu nível de condicionamento aeróbio, para que possam chegar em uma equipe de nível profissional.


Palavras-chave


Teste incremental; Consumo Máximo de Oxigênio; Jovens.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ, B. R.; PAVAN, A. L. Alturas e comprimentos. In: PETROSKI, E. L. (Org.) Antropometria: técnicas e padronizações. Porto Alegre: Pallotti, 1999. p. 29-51.

ASANO, R. Comparação do consumo máximo de oxigênio relativo em atletas de futebol entre diferentes categorias de base. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 4, n. 11, p. 55-61, 2012.

BANGSBO, J. Energy demands in competitive soccer. Journal of Sports Sciences, London, v. 12, p. 5-12, 1994.

BANGSBO, J. Physical and metabolic demands os training and match play in the elite football player. Journal of Sports Sciences, London, v. 24, n. 7, p. 665-74, 2006.

BARBERO-ALVAREZ, J. C.; ÁLVAREZ, V. B. Relación entre él consumo de oxígeno y la capacidad para realizar ejercicio intermitente de alta intensidad em jugadores de fútbol sala. Revista de Entrenamiento Deportivo, Madri, v. 17, n. 2, p. 13-24, 2003.

BARBERO-ALVAREZ, J. C.; D’OTTAVIO, S.; VERA, J. G.; CASTAGNA C. Aerobic fitness profile of futsal players of different competitive level: a pilot descriptive study. Journal of Strength e Conditioning Research, Colorado Springs, v. 23, n. 7, p. 2163-6, 2009.

BARROS NETO, T. L.; GUERRA, I. Ciência do futebol. São Paulo: Manole, 2004.

BEAVER, W. L.; WASSERMAN, K.; WHIPP, B. J. On-line computer analysis and breath-by-breath graphical display of exercise function tests. Journal of Applied Physiology, Washington, v. 34, n. 1, p. 128-32, 1973.

BOHME, M. T. S. O treinamento a longo prazo e o processo de detecção, seleção e promoção de talentos esportivos. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, São Paulo, v. 23, n. 2/3, p. 4-10, 2000.

BOILEAU, R. A.; LOHMAN, T. G.; SLAUGHTER, M. H. Exercise and body composition in children and youth. Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports, Weinheim, v. 7, n. 1, p. 17-27, 1985.

BOJIKIAN, LP, BÖHME MTS. Crescimento e composição corporal em jovens atletas de voleibol feminino. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 91-102, 2008.

BRUN, G. Percentuais de frequência cardíaca máxima, consumo máximo de oxigênio e pico de velocidade em atletas de Futebol e Futsal: comparação entre testes de campo e laboratório. Florianópolis, 2009. 68f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

CARMINATTI, L. J. Validade de limiares anaeróbios derivados do teste incremental de corrida intermitente (T-CAR) como preditores do máximo steady-state de lactato em jogadores de futsal. Florianópolis, 2006. Dissertação (Mestrado Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

CARMINATTI, L. J.; LIMA-SILVA, A. E; DE-OLIVEIRA, F. R. Aptidão aeróbia em esportes intermitentes - evidências de validade de constructo e resultados em teste progressivo com pausas. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 120, 2004.

CASTAGNA, C.; D’OTTAVIO, S.; GRANDA, V. J. BARBERO-ÁLVAREZ, J. C. Match demands of professional futsal: a case study. Journal of Science and Medicine in Sport, Victoria, v. 12, n. 4, p. 490-4, 2009.

CIRYNO, E. S.; ALTAMARI, L. R.; OKANO, A. H.; COELHO, C. F. Efeitos do treinamento de futsal sobre a composição corporal e desempenho motor de jovens atletas. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 10, n. 1, p. 41-6, 2002.

COMETTI, G.; MAFFIULETTI, N. A.; POUSSON, M.; CHATARD, J. C.; MAFFULLI, N. Isokinetic strength and anaerobic power of elite, subelite and amateur French soccer players. International Journal of Sports Medicine, Cairo, v. 22, n. 1, p. 45-51, 2001.

CRUZ, R. A. Efeitos de dois programas de treinamento sobre o VO2máx de atletas juvenis de futsal. Revista Acta Brasileira do Movimento Humano, Ji-Paraná, v. 1, n. 1, p. 14-22, 2011.

DA SILVA, J. F.; GUGLIELMO, L. G.; CARMINATTI, L. J.; DE OLIVEIRA, F. R.; DITTRICH, N.; PATON, C. D. Validity and reliability of a new field test (Carminatti’s test) for soccer players compared with laboratory-based measures. Journal of Sports Science, London, v. 29, n. 15, p. 1621-28, 2011.

DIAS, R. M. R. Características antropométricas de desempenho motor de atletas de futsal em diferentes categorias. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 9, n. 3, p. 297-302, 2007.

DITTRICH, N.; DA SILVA, J. F.; CASTAGNA, C.; DE LUCAS, R. D.; GUGLIELMO L. G. Validity of Carminatti’s test to determine physiological indices of aerobic power and capacity in soccer and futsal players. Journal Strength Condition Research, Colorado Springs, v. 25, n. 11, p. 3099-106, 2011.

FERREIRA, A. P.; GOMES, S. A.; LANDHWER, N. M.; FRANÇA, N. M. Potência anaeróbica e índice de fadiga de atletas de futsal da seleção brasiliense. Revista Brasileira de Futebol, Viçosa, v. 2, n. 1, p. 60-9, 2009.

FERREIRA, A. P.; GONÇALVES, H. R.; FRANÇA, N. M.; GOMES, S. A. Composição corporal, limiar anaeróbio e consumo máximo de oxigênio de atletas de futsal: análise descritiva entre as posições. Revista Brasileia de Ciência e Movimento, Brasília, v. 16, n. 3, p. 1-17, 2008.

FLEG, J. L.; MORRELL, C. H.; BOS, A. G.; BRANT, L. J.; TALBOT, L. A.; WRIGHT, J. G. Accelerated longitudinal decline of aerobic capacity in healthy older adults. Circulation, Dallas, v. 112, n. 5, p. 674- 82, 2005.

GOMES, J. H.; CHAVES, R. G.; EVANGELISTA, A.; CHARRO, M. A.; BOCALINI, D. S.; FIGUEIRA JÚNIOR, A. J. Relação entre antropometria, desempenho físico e estatística de jogo em jogadores jovens de elite de basquetebol. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 23, n. 2, p. 66-73, 2015.

KEOGH, J. The use of physical fitness scores and anthropometric data to predict selection in an elite under 18 Australian rules football team. Journal of Science and Medicine in Sport, Victoria, v. 2, n. 2, p. 125-33, 1999.

LÄTT, E.; JURIMAE, J.; MAESTU, J.; PURGE, P.; RAMSON, R.; HALJASTE, K.; KARI, L. K.; FERRAN A. R.; TOIVO, J. Physiological, biomechanical and anthropometrical predictors of sprint swimming performance in adolescent swimmers. Journal of Sports Science and Medicine, Bursa, v. 9, n. 3, p. 398-404, 2010.

LEAL JUNIOR, E. C. P.; SOUZA, F. B.; MAGINI, M.; MARTINS, R. A. B. L. Estudo comparativo do consumo de oxigênio e limiar anaeróbio em um teste de esforço progressivo entre atletas profissionais de futebol e futsal. Revista Brasileira de Medicina e Esporte, São Paulo, v. 12, n. 6, p. 323-6, 2006.

LEVANDOSKI, G.; CIESLAK, F.; SANTOS, T. K.; CARVALHO, F. K.; ROCHA, A. M. B.; OGG, F. Composição corporal e aptidão física de atletas juvenis de futsal da cidade de Ponta Grossa. Fitness and Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 27-31, 2009.

MACHADO, D. R. L.; BARBANTI, V. J.; BORGES, G. A.; JANUÁRIO, J. A.; PUGGINA, E. F.; TOURINHO FILHO, H. Fidedignidade do questionário puberal simplificado de Cameron. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 20, n. 2, p. 43-51, 2012.

MANTOVANI, T. V. L.; RODRIGUES, G. A. M.; MIRANDA, J. M. Q.; PALMEIRA, M. V.; ABAD, C. C. C.; WICHI, R. B. Composição corporal e limiar anaeróbio de jogadores de futebol das categorias de base. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 25-33, 2008.

MARCHETTI, P. H.; MELLO, F. C. Aspectos metabólicos do exercício intermitente. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, João Pessoa, v. 3, n. 12, p. 42-9, 2007.

MATZENBACHER, F.; PASQUARELLI, B. N.; RABELO, F. N.; DOURADO, A. C.; DURIGAN, J. Z.; ROSSI, H. G.; STANGANELLI, L. C. R. Adaptações nas capacidades físicas de atletas de futsal da categoria sub 18 no decorrer de uma temporada competitiva. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 18, n.1, p. 50-61, 2016.

MEDINA, J. A.; SALILLAS, L. G.; VIRON, P. C.; MARQUETA, P. M. Necessidades cardiovasculares y metabólicas del fútbol sala: análisis de la competición. Apunts Educación Física y Deportes, Barcelona, v. 67, n. 1, p. 45-51, 2002.

MILANEZ, V. F.; RAMOS, S. P.; SALLE-NETO, F.; MACHADO, F. A.; NAKAMURA, F. Y. Relação entre método de quantificação de cargas de treinamento baseados em percepção de esforço e frequência cardíaca em jogadores jovens de Futsal. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 26, n. 1, p. 17-27, 2012.

MORTIMER, L.; CONDESSA, L.; RODRIGUES, V.; COELHO, D.; SOARES, D.; GARCIA, E. S. Comparação entre intensidade do esforço realizada por jovens futebolistas no primeiro e no segundo tempo de jogo de futebol. Revista Portuguesa de Ciência e Desporto, Porto, v. 6, n. 2, p. 154-9, 2006.

NASCIMENTO, P. C.; CETOLIN, T.; TEIXEIRA, A. S.; GUGLIEMO, L. G. A. Perfil antropométrico e performance aeróbia e anaeróbia em jovens jogadores de futebol. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 22, n. 2, p. 57-64, 2014.

NASCIMENTO, P. C.; DE LUCAS, R. D.; PUPO, J. D.; ARINS, F. B.; CASTAGNA, C.; GUGLIELMO, L. G. A. Efeito de quatro semanas de treinamento de sprints repetidos sobre índices fisiológicos em atletas de futsal. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 17, n. 1, p. 91-103, 2015.

NOAKES, T. D. Implications of exercise testing for prediction of athletic performance: a contemporary perspective. Medicine and Science in Sports and Exercise, Indianapolis, v. 20, n. 4, p. 319-30, 1988.

NUNES, R. F. H; ALMEIDA, F. A. M.; SANTOS, B. V.; ALMEIDA, F. D. M.; NOGAS, G.; ELSANGEDY, H. M.; KRINSKI, K.; SILVA, S. G. Comparação de indicadores físicos e fisiológicos entre atletas profissionais de futsal e futebol. Motriz, Rio Claro, v. 18, n. 1, p. 104-12, 2012.

PANCOTTO JUNIOR, F. A.; CRESCENTE, L. A. B.; CARDOSO, M.; SIQUEIRA, O. D. VO2máximo e composição corporal em atletas de futebol da categoria júniors. Lecturas: Educación Física y Deportes, Revista Digital, Buenos Aires, Ano 15, n. 151, dec. 2010. Disponível em: . Acessado em: 20 de outubro de 2016.

PYNE, D. B.; SHARP, R. L. Physical and energy requirements of competitive swimming events. International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism, Loughborough, v. 24, n. 4, p. 351-9, 2014.

SANTOS, D. A.; DAWSON, J. A.; MATIAS, C. N.; ROCHA, P. M.; MINDERICO, C. S.; ALLISON, D. B.; SARDINHA, L. B.; SILVA, A. M. Reference values for body composition and anthropometric measurements in athletes. PLOS One, San Francisco, v. 9, n. 5, p. 1-11, 2014.

SILVA, J. L. G.; SILVA, R. P.; SOUZA, J. A.; SANTANA, F. Correlação entre percentual de gordura e volume máximo de oxigênio em adolescentes praticantes de futebol. Anais... In: V seminário de pesquisas e TCC da PUg 2013. Faculdade União de Goyazes, Trindade-GO. Disponível em: . Acessado em: 22 de outubro de 2016.

TANAKA, H.; MONAHAN, K, D.; SEALS, D, R. Age predicted maximal heart rate revisited. Journal of the American College of Cardiology, Washington, v. 37, n. 1, p. 153-6, 2001.

TEIXEIRA, A. S.; DOS SANTOS, J. V.; COELHO-E-SILVA, M. J.; MALINA, R. M.; FERNANDES DA-SILVA, J.; SALVADOR, P. C. N.; DE LUCAS, R. D.; WAYHS, M. C.; GUGLIELMO, L. G. Skeletal maturation and aerobic performance in young ssoccer players from professional academies. International Journal of Sports Medicine, Koln, v. 36, n. 13, p. 1069-75, 2015.

TOZETTO, A.B. Influência da maturação e tempo de treino na potência aeróbia em adolescentes praticantes de futsal. Cinergis, Santa Cruz do Sul, v. 10, n. 1, p. 54-62, 2009.

WILMORE, J. H.; COSTILL, D. L. Fisiologia do esporte e do exercício. São Paulo: Manole, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2017



Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/