Limitações e formação docente para abordar a temática circense nas aulas de educação física

Aureliana de Jesus dias Sousa, Fabiana Ferreira de Moraes, Daniela Matielo e Carvalho Eda, Leopoldo Ortega da Silva

Resumo

Introdução: As manifestações circenses nas aulas de educação física são uma necessidade contemporânea. Contudo, algumas limitações são apontadas por professores(as) que atuam na educação básica, evidenciando sua interface com a formação inicial e continuada. Objetivo: Analisar as possíveis limitações docente para o desenvolvimento da tematização das atividades circenses nas aulas de Educação Física do ensino fundamental, bem como evidenciar aspectos associados ao processo de formação. Métodos: Foi realizada uma pesquisa qualitativa entre oito professores(as) atuantes no ensino fundamental em escolas públicas da cidade de Mauá (SP), com caráter descritivo e explicativo, utilizando a técnica de análise de conteúdo. Resultados: Foi verificado que as limitações físicas, materiais e técnicas são apontadas pelos(as) docentes como aspectos determinantes para não abordagem do tema em suas aulas. Demonstram limitações em relação a concepções teóricas evidenciando a necessidade de uma formação mais sólida e contextualizada ainda na formação inicial de professores(as) assim como na formação continuada. Conclusão: Os professores (as) apresentam inúmeras limitações quanto ao trato pedagógico e estas se associam à formação inicial e continuada.

ABSTRACT. Limitations and teacher training to approach the circus theme in physical education classes  Background: Circus manifestations in physical education classes are a contemporary obligation. However, some issues are pointed out by teachers who work with basic education, evidenced by their interface with an initial and continuous educational development. Objective: To analyze the possibilities of teachers for the thematic circus activities in Physical Education classes. Methods: A qualitative research was carried out by eight teachers working in elementary education in public schools in the city of Mauá (São Paulo, Brazil), with descriptive and explanatory approach, using a content analysis technique. Results: It was possible to notice that the physical, material and technical constraints are pointed out by the teachers as determinant aspects for the non-approach of the theme in their classes. They demonstrate limitations in relation to theoretical conceptions, evidencing the need for a more solid and contextualized training in the initial formation of teachers as well as in continuous education. Conclusion: Teachers have many limitations on pedagogical treatment and these are associated with initial and continuous education.

Palavras-chave

Educação continuada; Formação profissional; Educação Física.

Texto completo:

PDF

Referências

BARDIN, L. A. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BORTOLETO, M. A. C. (Org.) Introdução à pedagogia das atividades circenses. V. 2. Jundiaí: Fontoura, 2010.

BORTOLETO, M. A. C. Atividades circenses: notas sobre a pedagogia da educação corporal e estética. Cadernos de Formação RBCE, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 43-55, 2011.

BORTOLETO, M. A. C.; PINHEIRO, P. H. G. G.; PRODOCIMO, E. Jogando com o circo. Jundiaí: Editora Fontoura, 2011.

BOSCATTO, J. D.; DARIDO, S. C. Currículo e educação física escolar: análise do estado da arte em periódicos nacionais. Journal of Physical Education, Maringá, v. 28, n. 2855, p. 1-12, 2017.

CARAMÊS, A. S.; KRUG, H. N.; TELLES, C.; SILVA, D. O. Atividades circenses no âmbito escolar enquanto manifestação de ludicidade e lazer. Motrivivência, Florianópolis, v. 24, n. 39, p. 177-85, 2012.

CARAMÊS, A. S.; KRUG, H. N.; TELLES, C.; SILVA, D. O. Professores na corda bamba: as atividades circences na formação inicial como conteúdo da educação física. Revista Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v. 10, n. 21, p. 397-419, 2018.

CARDANI, L. T.; ONTAÑÓN, T. B.; SANTOS, G. R.; BORTOLETO, M. A. C. Atividades circenses na escola: a prática dos professores da rede municipal de Campinas - SP. Revista Brasileira de Ciencia e Movimento, Brasília, v. 25, n. 4, p. 128-40, 2017.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2016.

CUNHA, M. C. (Org.). Gestão educacional nos municípios: entraves e perspectivas. Salvador: Edufba, 2009.

CYRIACO, A. F. F.; NUNN, D.; AMORIM, R. F. B.; FALCÃO, D. P.; MORENO, H. Pesquisa qualitativa: conceitos importantes e breve revisão de sua aplicação à geriatria/gerontologia. Geriatrics, Gerontology and Aging, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 4-9, 2017.

DAMAZIO, M.; SILVA, M. F. O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 189-96, 2008.

DUPRAT, R. M.; BORTOLETO, M. A. C. Educação física escolar: pedagogia e didática das atividades circenses. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Curitiba, v. 28, n. 2, p. 171-89, 2007.

ETO, J.; NEIRA, M. Em defesa de uma teoria pós-crítica de Educação Física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 20, n. 3, p. 580-92, 2017.

FREIRE, J. B. Métodos de confinamento e engorda (como fazer render mais porcos, galinhas, crianças...). In: MOREIRA, W. M. (Org.). Educação fsica & esportes: perspectivas para o século XXI. 17 Campinas: Papirus, 2011. p. 109-22.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C.; PRÁ, K. R. D. A documentação no cotidiano da intervenção dos assistentes sociais: algumas considerações acerca do diário de Campo. Revista Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 6, n. 1, p. 93-104, 2007.

MACEDO, C. A. A educação e o circo social. In: XIV Semana de Mobilização Científica (Semoc). Anais... Salvador: SEMOC, 2011.

MAGALHÃES, C. H. F. Breve histórico da educação física e suas tendências atuais a partir da identificação de algumas tendências de ideais e ideias de tendências. Revista da Educação Física, Maringá, v. 16, n. 1, p. 91-102, 2005.

MALDONADO, D. T.; NOGUEIRA, V. A.; FARIAS, U. S. (Orgs.). Os professores como intelectuais: novas perspectivas didático-pedagógicas na educação física escolar brasileira. v. 34, Curitiba: CRV Editora, 2018.

MALTA, S. C. L. Uma abordagem sobre currículo e teorias afins visando à compreensão e mudança. Espaço do currículo, Paraíba, v. 6, n. 2, p. 340-54, 2013.

MEDINA, J. P. S. Educação Física cuida do Corpo e... “mente”. 25. ed. Campinas: Papirus Fontes, 2010.

MINAYO, M. C. S. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 621-26, 2012.

MINAYO, M. C. S.; DESLANDES, S. F. Pesquisa Social: teorias, métodos e criatividade. 29. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

MIRANDA, A. C. M. Clown e o corpo sensível: diálogos com a educação física. 2. ed. Curitiba: Appris Editora, 2016.

MIRANDA, R. C. F.; AYOUB, E. As práticas circenses no “tear” da formação inicial em educação física: novas tessituras para além da lona. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 1, 187-98, 2016.

NOVAIS, N. R. S.; AVILA, M. A. Análise dos recursos físicos e materiais às aulas de educação física em escolas públicas estaduais em Ilhéus, Bahia. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 32-42, 2015.

ONTAÑÓN, T.; DUPRAT, R.; BORTOLETO, M. A. Educação física e atividades circenses: “o estado da arte”. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 149-68, 2012.

SALDANHA, M. A.; SILVA, S. M. Materiais pedagógicos alternativos: necessidade ou criatividade? Movimentum, Ipatinga, v. 1, p. 1-9, 2006.

SALGADO, S. S. Gestão e educação física escolar: uma mudança de postura para uma mudança de cultura. Temas em Educação Física Escolar, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 49-69, 2017.

SILVA, A. M. C. A formação contínua de professores: uma reflexão sobre as práticas e as práticas de reflexão em formação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 21, n. 72, p. 89-109 2000.

SILVA, D. O. S.; CARAMÊS, A. S.; TELLES, C.; KRUG, H. N. O circo na escola: um relato de experiência dos professores. Revista Didática Sistêmica, Rio Grande, v. 16, n. 2, p. 84-92, 2014.

SILVA, D. O. S.; TELLES, C.; KRUG, H. N.; KUNZ, E. Atividade circense na escola: caminhos à organização didática a partir da concepção crítico-emancipatória. Licere, Campinas, v. 19, n. 4, p. 307-26, 2016.

SOARES, C. L. Educação física: raízes europeias e Brasil. 5. ed. Campinas: Autores Associados, 2017.

SOUSA, C. A. S.; SILVA, P. A. S.; MALDONADO, D. T. Muito além da prática pela prática: educação física como componente curricular da educação básica. Cadernos de Formação RBCE, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 55-66, 2017.

TAKAMORI, F. S.; BORTOLETO, M. A. C.; LIPORONI, M. O.; PALMEN, M. J. H.; CAVALLOTTI, T. D. Abrindo as portas para as atividades circenses na Educação Física escolar: um Relato de experiência. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 116, 2010.

TUCUNDUVA, B. B. P. O circo na formação inicial em educação física: inovações docentes, potencialidades circenses. 2015. 223f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

VASCONCELLOS-SILVA, P. R. Análise de conteúdo de nuvens de palavras produzidas na comunidade virtual “Hepatite C”. In: V Seminário Internacional de pesquisa e estudos qualitativos. 2018. Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu, Sipeq, 2018.

VENDRUSCOLO, C. R. P. O Circo na escola: relato de experiência. Motriz, Rio Claro, v. 15 n. 3 p. 729- 37, 2009.

';