Inclusão do tênis na formação de professores de educação física: experiências de ensino e de reconstrução em um curso de licenciatura

Wesly Otoni Ferreira, Bianca Henriques de Oliveira, Vinicius do Carmo Fontana, Mariana Zuaneti Martins

Resumo


INTRODUÇÃO: Nesse artigo expomos o desenvolvimento de uma experiência vinculada ao tênis no curso de licenciatura em educação física.
OBJETIVO: O objetivo foi, com base nos pressupostos da pedagogia do esporte, propor uma série de jogos partindo do voleibol, esporte conhecido, para o tênis. Em segundo lugar, promover a problematização da “elitização” da modalidade e esboçar possibilidades para confeccionar bolas e raquetes para o jogo do tênis.
MÉTODOS: Esse relato de experiência foi desenvolvido na disciplina de pedagogia do esporte do curso de licenciatura em educação física, com alunos/as do 6° semestre. Era uma turma de 26 alunos, que reunia diferentes níveis de habilidades e vivências esportivas, todos tinham algum contato com o esporte, mas nenhum com tênis. Foram realizadas 4 aulas, num total de 16 horas. Ao final da experiência, realizamos entrevista semiestruturada com 6 alunos/as que participaram das aulas e da confecção e teste dos materiais.
RESULTADOS: Os alunos/as demonstraram um envolvimento e mobilização com a proposta de série de jogos de uma prática conhecida, voleibol, para uma menos conhecida, o tênis. Desenvolveram suas propostas de confecção de materiais com criatividade e nos seus relatos afirmaram ser uma possibilidade muito factível de se promover esse tipo de aula nas escolas, ainda que a ausência dos materiais oficiais possa ser sentida. Esse fator, ao mesmo tempo em que promoveu um certo desconforto, por jogar sem os “materiais oficiais”, também permitiu problematizar a ideia de que a elitização é inescapável à prática do tênis.
CONCLUSÃO: Essas possibilidades, inseridas no curso de formação, permitiram ao licenciando vislumbrar possibilidades de atuação com a modalidade na prática pedagógica cotidiana na escola.

ABSTRACT. Tennis inclusion in the training of physical education teachers: teaching experiences and reconstruction in the degree course.
BACKGOUND: In this article we expose the development of an experience linked to tennis in the physical education undergraduate school.
OBJECTIVE: Based on the assumptions of sport pedagogy, we aimed to offer a series of games starting from volleyball, a well-known sport, for tennis. Second, to promote the problematization of the “elitization” of the sport and to outline possibilities for making balls and rackets for the game of tennis.
METHODS: This experience report was developed in the sport pedagogy discipline of the physical education degree course, with 6th semester students. It was a group that brought together different levels of skills and sports experiences, everyone had experiences with sports, but with few modalities. Four classes were held, for a total of 16 hours, between practical and theoretical activities. At the end of the experiment, we conducted a semi-structured interview with 6 students who participated in the classes and the making and testing of the materials.
RESULTS: The students showed involvement and mobilization with the offered content (proposed series of games from a known practice, volleyball, to a lesser known one, tennis). They developed their proposals for making materials with creativity and in their reports they said it was a very feasible possibility of promoting this type of class in schools, even though the absence of official materials can be felt.
CONCLUSION: These possibilities, inserted in the training course, allow the undergraduate student to glimpse possibilities of action with the modality in the daily pedagogical practice at school.

Palavras-chave


Educação Física Escolar, pedagogia do esporte, tênis.

Texto completo:

PDF

Referências


ABURACHID, L. M. C.; FRANCISCO, P. S.; SILVA, S. R.; FERREIRA, T.; GRECO, P. J. O desafio de ensinar esportes: aspectos pedagógicos a serem considerados na práxis. Corpoconsciência, Cuiabá, v. 23, n. 3, p. 122-33, 2019.

BAYER, C. O ensino dos desportos colectivos. Lisboa: Dinalivro, 1994.

BRACHT, V. Dilemas no cotidiano da Educação Física escolar: entre o desinvestimento e a inovação pedagógica. Salto para o Futuro, Rio de Janeiro, v. 21, n. 12, p. 14-20, 2011.

BRASIL . Ministério do Esporte. Diesporte: diagnóstico nacional do esporte. O perfil do sujeito praticante ou não de esportes e atividades físicas da população brasileira. Brasília: Ministério do Esporte; 2016. 70 p. (Caderno 2). Disponível em: . Acessado: 15 de janeiro de 2019.

DIAS, J. M.; SANTOS, S. G.; SILVA, O. J.; ABES, L. O.; CARABAGIALLE, M. A.; SIQUEIRA, S. G. O ensino e aprendizagem de tênis nos cursos de educação física. In: Jornada Internacional de Treinamento e Organização do Tênis, 4. Anais... Florianópolis: NETEC, 2002, p. 105-107.

GALATTI, L. R.; PAES, R. R. Fundamentos da Pedagogia do Esporte no cenário escolar. Movimento & Percepção, Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n.9, p. 16-25, 2006.

GINCIENE, G. Tênis de campo. In: GONZÁLEZ, F. J.; DARIDO, S. C.; OLIVEIRA, A. A. B. (Org.). Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote. Maringá: Eduem, 2014. p. 157-205.

GINCIENE, G.; ABURACHID, L. M. C. (Org.) Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote. Maringá: Eduem, p. 63-109. 2014.

GINCIENE, G.; IMPOLSETTO, F. M.; DARIDO, S. C. Possibilidades pedagógicas para o ensino do tênis na escola. Conexões, Campinas, v. 15, n. 4, p. 505-21, 2017.

GONZÁLEZ, F. J. Sistema de classificação de esportes com base nos critérios: cooperação, interação com o adversário, ambiente, desempenho comparado e objetivos táticos da ação. Lectures: Educación Física y Deportes, Revista Digital, Buenos Aires, v. 10, n. 71, 2004. Disponível em: . Acessado: 15 de março de 2020.

GONZÁLEZ, F. J.; DARIDO, S. C.; OLIVEIRA, A. A. B. Esportes de marca e com rede divisória ou muro/parede de rebote: badminton, peteca, tênis de campo, tênis de mesa, voleibol, atletismo. 2. ed. Maringá: Eduem, 2017.

GUIOTI, T. T.; TOLEDO, E.; SCAGLIA, A. J. Esportes de raquete para deficientes intelectuais leves: uma proposta fundamentada na pedagogia do esporte. Revista Brasileira Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 357-70, 2014.

KRÜGER, G. O tênis de campo como uma possibilidade para as aulas de educação física escolar. Cadernos de Formação RBCE, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 60-9, 2013.

LEONARDO, L.; SCAGLIA, A. J.; REVERDITO, R. S. O ensino dos esportes coletivos: metodologia pautada na família dos jogos. Motriz, Rio Claro, v. 15, n. 2, p. 263-46, 2009.

MILISTETD, M.; DUARTE, T.; RAMOS, V.; MESQUITA, I. M. R; NASCIMENTO, J. V. A aprendizagem formal de treinadores esportivos: desafios da formação inicial universitária em educação física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 4, p. 982-94, 2015.

PAES, R. R.; MONTAGNER, P. C.; FERREIRA, H. B. Pedagogia do esporte: iniciação e treinamento em basquetebol. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

PNUD. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Movimento é vida: Atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. Relatório de Desenvolvimento Humano Nacional. Brasília, 2017. Disponível em: . Acessado em: 15 de janeiro de 2019.

SCAGLIA, A. J.; REVERDITO, R. S.; LEONARDO, L.; LIZANA, C. J. R. O ensino dos jogos esportivos coletivos: as competências essenciais e a lógica do jogo em meio ao processo organizacional sistêmico. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 4, p. 227-49, 2013.

SCAGLIA A. J.; REVERDITO, R. S.; GALATTI L. R. A contribuição da pedagogia do esporte ao ensino do esporte na escola: tensões e reflexões metodológicas. In: MARINHO, A.; NASCIMENTO, J. V.;

OLIVEIRA, A. A. B. (Orgs.). Legados do esporte brasileiro. Florianópolis: UDSC, 2014.

SILVA, J. Esportes de raquetes: a boa prática na educação física escolar. In: BRANCHER, E. A; SALVATI, D. O. (Orgs.). Boas práticas na educação física catarinense. Florianópolis: CREF3/SC, 2019, p. 154-67.

SILVA, J. V. P.; SOUZA, L. C. L.; CALADO, K. T. O. L.; SILVA, C. B.; REVERDITO, R. S. Família dos jogos esportivos com raquetes: metodologia e procedimentos pedagógicos. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Taguatinga, v. 25, n.4 p. 117-27, 2017.

VENDITTI JUNIOR, R.; SOUSA, M. A. Tornando o “jogo possível”: reflexões sobre a pedagogia do esporte: os fundamentos dos jogos desportivos coletivos e a aprendizagem. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 47-58, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Direitor Autorais Partilhados

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/