Jogos escolares de Vacaria: retrato da participação dos estudantes

Uilian Maciel Almeida, Gerard Maurício Martins Fonseca

Resumo

Os jogos escolares são competições esportivas importantes na aprendizagem dos aspectos sociais, cognitivos e culturais, produzindo benefícios para a educação aliado ao desenvolvimento do esporte na escola. O objetivo do estudo foi analisar a participação e distribuição dos estudantes com relação ao naipes, masculino ou feminino, nas  modalidades  esportivas em três edições dos jogos na cidade de Vacaria-RS. Foram analisadas as inscrições dos estudantes de cada escola participante nos Jogos Escolares Estaduais do Rio Grande do Sul (JERGS), de 2009 a 2011. Participaram dos jogos 20 escolas públicas, com alunos do Ensino Fundamental, na categoria infantil, com idades entre 13 e 14anos. Foram ocupadas 2.307 vagas, preenchidas por 1.123 alunos, sendo 794 alunos do sexo masculino e 329 do sexo feminino. Percebe-se que os alunos ocupam vagas em mais do que um esporte com frequência e que os meninos participam mais do que as meninas. Através do teste Qui-quadrado foi detectado diferenças significativas (p<0,05) quando comparados os anos de participação. Da mesma forma, o teste apontou uma diferença na participação maior dos meninos em relação às meninas (p<0,05). A análise estatística destacou ainda que o esporte que teve maior participação de estudantes foi o futsal.  Conclui-se que o atual formato da competição não proporciona uma ampliação no número de jovens participantes ao longo do tempo e não estimula a participação feminina.

Palavras-chave

Jogos escolares; Esporte; Educação Física.

Texto completo:

PDF

Referências

ADELMAN, M. Mulheres atletas: re-significações da corporalidade feminina. Estudos Feministas, v.11, n.2, p 445-465, 2003.

ÁLVAREZ, J.; BUENDÍA, R. La actividad física y deportiva extraescolar en los centros educativos. Madrid: Ministerio de Educación y Ciencia, 1996.

BRACHT, V. A criança que pratica esporte respeita as regras do jogo... capitalista. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v.7, n.2, p. 62-68, 1986.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA,R. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

DRUBSCKY, R. O universo tático do futebol: escola brasileira. Belo Horizonte: Health, 2003.

FONSECA, G. M. M. Futsal: metodologia de ensino. Caxias do Sul: EDUCS, 1997.

FREIRE, J.B. Educação de corpo inteiro: teoria e prática da educação física. 4. ed. São Paulo: Scipione, 1997.

GAYA, A.C.A. (Org.). As ciências do desporto: introdução ao estudo da epistemologia e metodologia da investigação científica referenciadas ao desporto. Porto Alegre: Artmed, 2008.

GOELLNER, S. V. Mulheres e futebol no Brasil: um território pleno de ambiguidades. 10. CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, ESPORTE, LAZER E DANÇA. Anais... Curitiba, UFPR, 2006.

GUIMARÃES, J.S. O esporte na cultura escolar: com a palavra o professor de Educação física. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2002.

MATOS, M.G.; NEIRA, M. G. Educação física na adolescência: construindo o conhecimento na escola. 4. ed. São Paulo: Phorte, 2007.

MOTTA, V. T. Bioestatística. 2. ed. Caxias do Sul, EDUCS, 2006.

REVERDITO, R. S.; SCAGLIA, A. J. Pedagogia do Esporte: jogos coletivos de invasão. São Paulo: Phorte, 2009.

REVERDITO, R.S.; SCAGLIA, A.J.; SILVA, S. A. D.; GOMES, T. M.R.; PESUTO, C. L.; BACCARELLI, W. Competições escolares: reflexão e ação em pedagogia do esporte para fazer a diferença na escola. Pensar a Prática, v.11, n.1, p.37-45, 2008.

SANTANA, W. Futsal: apontamentos pedagógicos na iniciação e na especialização. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2008.

SILVA, A.P. O princípio de inclusão em Educação Física escolar: um estudo exploratório no município de São João Del-Rei. Motriz, v.10, n.2, p.141, 2004.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

VERARDI, C.E.L.; DE MARCO, A. Iniciação esportiva: a influência de pais, professores e técnicos. Arquivos em Movimento, v.4, n.2, p.102-123, 2008.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário
';