SUSTENTABILIDADE SOCIAL NA PRODUÇÃO DE FRANGO DE CORTE EM SISTEMA DARK HOUSE: UM ESTUDO MULTICASO

Sulma Vanessa Souza, Marcel Gonçalves de Almeida, Omar Jorge Sabbag, Luanne Escobar do Nascimento Oliveira

Resumo


Este artigo se propõe a avaliar a sustentabilidade social da produção de frango de corte em sistema Dark House na Região da Grande Dourados- Mato Grosso do Sul. Como ferramenta de avaliação, optou-se pelo uso do Sistema de Impacto Social de Atividades Agropecuárias (APOIA-SOCIAL), que consiste em um sistema de avaliação com 16 indicadores divididos em quatro aspectos: emprego, economia, saúde, gestão e administração. A pesquisa foi realizada em cinco propriedades rurais em cidades distintas. Os resultados evidenciaram que as propriedades alcançaram índices finais de impacto social superiores à linha de base (0,70) preconizada pelo sistema, o que permite dizer que o impacto social foi positivo. Por outro lado, verificou-se que o aspecto saúde apresentou impacto negativo, podendo se tornar fator prejudicial à sustentabilidade da atividade, caso não sejam realizadas medidas mitigadoras para sua correção.


Palavras-chave


Produção de Frango. Dark House. Desenvolvimento Regional. Sustentabilidade Social. APOIA-Social.

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]