CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO CRÍTICO: INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA ESCOLA REGULAR

Nadjanara Ana Basso Morás

Resumo

Considerando que nos últimos anos cresceu o número de pesquisas
sobre a inclusão de alunos surdos no ensino regular, o
acesso do aluno surdo à escola, principalmente após a Declaração
de Salamanca (1994) justifica uma investigação sobre o
alinhamento epistemológico destes estudos, principalmente,
aqueles que trabalham diretamente com o sujeito surdo. E assim,
o objetivo principal desta pesquisa é analisar sob alguns
aspectos epistemológicos trabalhados sobre a inclusão do
aluno surdo na escola regular. Nesta pesquisa, além das fontes
bibliográficas recopiladas e lidas, foi realizado um levantamento
sobre o assunto, entre os anos 1999 e 2015 e identificamos três
artigos, os quais foram analisados sob a pergunta: que aspectos
epistemológicos se fazem presentes em trabalhos sobre a inclusão
do aluno surdo na escola regular? A partir de categorias
epistemológicas como essência do conhecimento, efetuamos a
análise dos artigos. Da análise, percebe-se após estudo realizado,
a relevância de uma mudança epistemológica nas ciências
humanas, quando se tratar da construção do conhecimento
científico na área da educação inclusiva de alunos surdos, de
forma a valorizar as diferenças culturais, garantindo aos alunos
surdos a aceitação e o respeito pela sua singularidade.

Palavras-chave

Epistemologia; Inclusão de alunos surdos; Teoria do Conhecimento.

Texto completo:

PDF