Aplicação de bioestimulante em sementes de milho cultivado em solos de diferentes texturas

Alan Grigório Martins, Leandro Rampim, Jean Sérgio Rosset, Maritane Prior, Jéssica Caroline Coppo

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da aplicação via sementes de doses do bioestimulante comercial Fertiactyl® SD no desenvolvimento inicial de plantas de milho cultivadas em dois solos de diferentes texturas em condições de casa de vegetação. O experimento foi conduzido em vasos, em casa de vegetação em Marechal Cândido Rondon, PR, no ano de 2012. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x4 com cinco repetições. O primeiro fator consistiu de dois solos: um com textura muito argilosa e outro com textura arenosa, coletados em diferentes regiões. O segundo fator consistiu de quatro doses de bioestimulante comercial (0, 100, 200 e 300 mL 60.000 sementes-1). A aplicação foi realizada uma hora antes da semeadura, dentro de um recipiente escuro, onde as sementes e o bioestimulante foram agitados até a homogeneização do produto nas mesmas. Foram avaliados o diâmetro de colmo, altura de planta, massa seca da parte aérea, massa seca do sistema radicular e volume de raízes. O tratamento de sementes de milho com doses de Fertiactyl® SD não afetou o desenvolvimento inicial das plantas. O solo de textura arenosa promoveu maior desenvolvimento inicial quando comparado ao solo de textura argilosa.

Palavras-chave

Ácidos orgânicos; desenvolvimento radicular; micronutrientes; reguladores vegetais.

Texto completo:

PDF