DETERMINAÇÃO DO VO’2 MÁXIMO PELO MÉTODO INDIRETO EM MULHERES DE 30 A 40 ANOS DE IDADE DO MUNICÍPIO DE BOA ESPERANÇA – PR

Autores

  • Ana Paula Gaspareli

Palavras-chave:

Consumo, Oxigênio

Resumo


O estudo teve como objetivo verificar o desempenho aeróbico máximo em mulheres entre 30 e 40 anos de idade da cidade de Boa Esperança, Paraná. Sendo a amostra dividida em dois grupos, mulheres sedentárias e mulheres ativas. O grupo das ativas está subdividido em mulheres que fazem somente caminhada, outro em mulheres que fazem somente ginástica aeróbica e um terceiro grupo que fazem a caminhada e a ginástica aeróbica. Utilizamos a estatística descritiva com valores de média, desvio padrão e para comparação dos dois grupos utilizou-se o teste “t” para amostras independentes, com p<0,05. Com o trabalho verificou-se que os desempenhos das mulheres foram mais significativos no teste de caminhada (Rockport), discriminando os diferentes grupos (mulheres ativas e sedentárias). Já o teste sem esforço (TSE) não apresentou diferenças significativas estatisticamente para os diferentes grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15.12.2008

Como Citar

GASPARELI, A. P. DETERMINAÇÃO DO VO’2 MÁXIMO PELO MÉTODO INDIRETO EM MULHERES DE 30 A 40 ANOS DE IDADE DO MUNICÍPIO DE BOA ESPERANÇA – PR. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 6, n. 11, p. 14, 2008. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/1741. Acesso em: 30 jun. 2022.