A pedagogia crítica da educação física escolar: relatos de uma experiência docente com o badminton

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36453/2318-5104.2020.v18.n2.p93

Palavras-chave:

Pedagogia Crítica, Educação Física escolar, Badminton, Escola pública.

Resumo


INTRODUÇÃO: Este relato apresenta uma experiência pedagógica de ensino do badminton sustentada nas perspectivas de uma pedagogia crítica freiriana, visando superar limitações de ensino dos esportes em contextos escolares pautadas exclusivamente no aprimoramento técnico e na aptidão física, assim como potencializar a experimentação corporal dessa modalidade esportiva e a problematização de aspectos sociais, culturais e econômicos.OBJETIVO: Apresentar uma prática pedagógicas de Badminton para discutir uma proposta pedagógica crítica da educação física escolar. MÉTODOS: A realização desta prática pedagógica ocorreu com 68 estudantes de turmas de 8º e 9º ano do Ensino Fundamental de duas escolas públicas, uma da área rural e outra urbana, do município de Guarani das Missões (RS), no ano de 2019, tendo como duração um trimestre letivo com 20 aulas.RESULTADOS: Os estudantes vivenciaram a prática da modalidade de badminton, tendo nas rodas de conversa um excelente espaço de diálogos e reflexões críticas sobre aspectos históricos, econômicos e sociais que envolvem o badminton, políticas públicas de esporte e lazer do município e a cultura esportiva da região, marcada pela hegemonia do futsal e presença de uma monocultura esportiva na escola.CONCLUSÃO: A prática do badminton potencializou a reflexão crítica sobre a cultura esportiva local e permitiu que os estudantes se colocassem no centro do processo educativo por meio do diálogo e reconhecessem a problematização do contexto social como possibilidade de “ser mais”.ABSTRACT. Teaching Badminton at school: reports from a public school’s pedagogical experience.BACKGROUND: This report deals with a pedagogical experience of teaching sports - Badminton - in order to overcome the limitations of teaching sports in school contexts based on performance and aptitude, but that this can be a central element for the experience of the modality and also for the knowledge production that allows contextualization of the phenomenon with social, cultural and economic aspects, based on the perspective freed by Paulo Freire.OBJECTIVE: Present a Badminton pedagogical practice to discuss a criticized pedagogical proposal School Physical Education.METHODS: His pedagogical practice took place with 68 students from the 8th and 9th grades of elementary school in two public schools, one in the rural and the other in the city of Guarani das Missões (RS, Brazil), in 2019, with a duration of one academic quarter with 20 lessons. RESULTS: The students experienced the practice of the badminton modality, having in the conversation circles an excellent space for dialogues and critical reflections on historical, economic and social aspects involving badminton, public policies of sport and leisure in the municipality and the sports culture of the region, marked by the hegemony of futsal and the presence of a sports monoculture at school.CONCLUSION: The practice of badminton allowed students to place themselves at the center of the educational process through dialogue, which led to critical debates regarding the sports practices that circulate in the community, and also allowed students to recognize themselves as having the possibility of “being more”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Nascimento de Araujo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Pesquisador no Grupo de Pesquisa em Didática e Metodologia de Ensino da Educação Física- DIMEEF/UFRGS.Professor de Educação Física na Rede Municipal de Ensino de Guarani das Missões - RS.

Leandro Oliveira Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Pesquisador no Grupo de Pesquisa em Didática e Metodologia de Ensino da Educação Física- DIMEEF/UFRGS.Universidade Vale do Taquari - UNIVATESProfessor de Educação Física na Rede Municipal de Ensino de Teutônia-RS

Márcio Cardoso Coelho, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Pesquisador no Grupo de Pesquisa em Didática e Metodologia de Ensino da Educação Física- DIMEEF/UFRGS.Professor de Educação Física na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre.

Fabiano Bossle, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano - UFRGS.Líder do Grupo de Pesquisa em Didática e Metodologia de Ensino da Educação Física- DIMEEF/UFRGS.

Referências

ABURACHID, L. M. C.; DA SILVA, S. R. da; ARAÚJO, N. D.; GRECO, P. J. Badminton: possibilidades de ensino aplicadas ao contexto da educação física escolar. Journal of Physical Education, Maringá, v. 30, n. 1, p. 3055, 18 Jun. 2019.

ARAÚJO, S. N. de. Cultura Corporal de movimento na escola e cultura corporal de movimento da escola: uma etnografia sobre a particularidade da seleção de conteúdos de ensino da educação física escolar. 2016. 199f.Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

ARAÚJO, S. N. de. ROCHA, L. O.; BOSSLE, F. Sobre a monocultura esportiva no ensino da educação física na escola. Pensar a Prática, Goiânia, v. 21, n. 4, p. 842-35, 2018.

BOSSLE, F. Nosso “inédito viável”: professor de Educação Física intelectual transformador. In: MALDONADO, D. T.; NOGUEIRA, V. A.; FARIAS, U. S. Os professores como intelectuais: novas perspectivas didático-pedagógicas na educação física escolar brasileira. Curitiba: CRV, 2018.

BOSSLE, F.; BOSSLE, C. B. “O conhecimento de quem é mais valioso?” Educação Física Escolar, educação crítica e pesquisa científica no grupo DIMEEF/UFGRS. In: BOSSLE, F. Educação física escolar, etnografias e autoetnografias: a formação de intelectuais transformadores. Curitiba: CRV, 2018. p. 15-32.

BRACHT, V. A educação física no ensino fundamental. In: I Seminário Nacional: Currículo em Movimento - Perspectivas atuais. Anais... Belo Horizonte, 2010. p. 21-31.

CAPARRÓZ, F. E. Entre a educação física na escola e a educação física da escola: e educação física como componente curricular. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2007.

CAPARRÓZ, F. E.; BRACHT, V. O tempo e o lugar de uma didática da educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 28, n. 2, p. 21-37, jan. 2007.

COELHO, M. C.; ROCHA, L. O. O nosso “inédito viável”: diálogos sobre o lugar da educação física escolar. Revista Brasileira de Educação Física Escolar, São Paulo, v. 5, v. 2, p. 8-21, 2019.

CORRÊA, M. M. L.; FREITAS, T. C. R.; SILVA, S. A. da. O ensino dos esportes de raquete no ambiente escolar. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 1, p. 309-16, 2019.

FREIRE, P. Educação e mudança. 37. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, P. Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARIGLIO, J. A. fazeres e saberes pedagógicos de professores de Educação Física. Ijuí: Unijuí, 2013.

GOMES-DA-SILVA, P. N.; SOUSA-CRUZ, R. W. de; ARRUDA, E. P. de S. Entre o lance e a chance: lógica interna numa final de badminton. Motrivivência, Florianópolis, v. 31, n. 58, p. 1-19, 2019.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógico do esporte. 4. ed. Ijuí: Unijuí, 2004.

MACHADO, M. A. de O.; SOUZA, R. R. de; SILVA, S. A. da. Esportes de raquete, motivação, divulgação e infraestrutura: influências sobre a prática. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 17, n. 2, p. 177-183, 2019.

MALDONADO, D. T.; NOGUEIRA, V. A. Educação física no ensino médio: experiências educativas inspiradas pelos ensinamentos freireanos. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 1, p. 49-54, 2020.

NEIRA, M. G. Ensino de educação física. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

SÁ, J. J. de.; MYSKIW, M. Transformação didático-pedagógica e o ensino de novos esportes no ensino médio: um relato de experiência. Caderno de Educação Física: Estudos e Reflexões, Marechal Cândido Rondon, v. 8, n. 14, p. 85-93, 2009.

SANTOMÉ, J. T. Currículo escolar e justiça social: o cavalo de tróia da educação. Porto Alegre: Penso, 2013.

SANTOS, D. A. dos; SANTOS, F. B. L. dos; CARVALHO, L. M. F. de. Perfil nutricional e ingestão alimentar de cálcio e ferro por atletas adolescentes praticantes de badminton. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo, v. 11, n. 63, p. 278-88, 2017.

SOARES, C. L.; TAFFAREL, C. N. Z.; VARJAL, E.; CASTELLANI FILHO, L.; ESCOBAR, M. O.; BRACHT, V. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

SOUZA, A. A. de. RAASCH; R. N. H.; MARIA, A. L. Badminton: um diferencial nas aulas de educação física escolar. Acta Brasileira do Movimento Humano, Ji-Paraná, v. 7, n. 3, p. 28-38, 2017.

Downloads

Publicado

31-07-2020

Como Citar

ARAUJO, S. N. de; ROCHA, L. O.; COELHO, M. C.; BOSSLE, F. A pedagogia crítica da educação física escolar: relatos de uma experiência docente com o badminton. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 18, n. 2, p. 93–99, 2020. DOI: 10.36453/2318-5104.2020.v18.n2.p93. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/24360. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Esportes de Raquete