Cooperativismo e as Formas de Produção e Comercialização em Cuba

Autores

  • Aline dos Santos Lima

Palavras-chave:

Cooperativismo, Cuba, Revolução de 1959, Formas de produção.

Resumo


O cooperativismo surgiu no século XIX como uma proposta de superação do sistema capitalista e como contraponto as ideias marxistas de transformação social pela luta de classe. Mas, as cooperativas se multiplicaram pelo mundo em articulação com a expansão do capital e a economia de mercado. Em Cuba, o triunfo da Revolução de 1959 lançou as bases para novas formas de participação e gestão econômica. Neste contexto, foram abertas as possibilidades para a criação de cooperativas com reconhecimento constitucional e apoio estatal. Inicialmente voltadas para o desenvolvimento da agricultura, as cooperativas foram responsáveis exclusivamente pela produção alimentícia, até ser aprovado o decreto-lei que autorizava a criação de cooperativas não-agrícolas. Desse processo, foram criadas as Cooperativas de Crédito e Serviços, as Cooperativas de Produção Agrícola e a Unidade Básica de Produção Cooperativa. Porém, as transformações em curso na economia cubana e os acordos adotados no VI Congresso do Partido Comunista abrem espaço para a criação de cooperativas em diferentes setores.

Downloads

Publicado

08-09-2016

Como Citar

LIMA, A. dos S. Cooperativismo e as Formas de Produção e Comercialização em Cuba. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 10, n. 13, p. 119–133, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/15081. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos