Caracterização fisiológica de rizóbios isolados de nódulos de raiz e caule de Discolobium spp

Autores

  • L.L. Campos
  • M. E. Martins
  • N. Elias Neto
  • M. F. Loureiro

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v9i3.5263

Palavras-chave:

salinidade, pH, temperatura

Resumo


Com o objetivo de caracterizar rizóbios isolados de nódulos de raiz e caule de Discolobium spp, uma leguminosa nativa do Pantanal mato-grossense, foram escolhidos aleatoriamente 10 isolados da coleção de cultura do Laboratório de Microbiologia do solo da UFMT. Os parâmetros avaliados  foram crescimento em meio YM com diferentes concentrações salinas (0%, 1,5% e 3%), diferentes níveis de pH iniciais (6,8, 3,0 e 9,0), em duas temperaturas diferentes (28 e 39  °C)  e produção de muco. De acordo com as análises todos os isolados apresentaram  tolerância à salinidade e à temperatura de 39 °C. O pH alcalino foi mais prejudicial ao crescimento dos isolados
que o pH ácido, o que pode estar relacionado à adaptação aos solos ácidos.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

CAMPOS, L.; MARTINS, M. E.; ELIAS NETO, N.; LOUREIRO, M. F. Caracterização fisiológica de rizóbios isolados de nódulos de raiz e caule de Discolobium spp. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 9, n. 3, 2000. DOI: 10.18188/sap.v9i3.5263. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/5263. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Científicos