O INDIVÍDUO MODERNO E O ROMANCE: UM POSSÍVEL DIÁLOGO ENTRE O JOVEM LUKÁCS E MARTHE ROBERT

Autores

  • Eduardo Toshio Kobori

Resumo


A modernidade traz consigo as condições fundamentais para o nascimento do romance. Este possui um caráter de denúncia, da crise referente ao seu contexto histórico. Os elementos de ruptura são apontados pelo jovem Lukács na Teoria do romance, onde compara a forma na Antiguidade e na Modernidade. Marthe Robert em sua obra Romance das origens, origens do romance, analisa as obras literárias se concentrando nos contos de fadas e no romance para investigar as origens das fantasias subjacentes às narrativas. Não obstante, a autora pontua alguns elementos que corroboram com a crise da modernidade impressa principalmente nos primeiros romances. Este artigo propõe uma aproximação das considerações dos dois autores. Apesar das divergências metodológicas, Lukács e Robert podem, de maneira complementar, contribuir para o entendimento da relação entre romance e modernidade.

Downloads

Publicado

29-01-2016

Como Citar

KOBORI, E. T. O INDIVÍDUO MODERNO E O ROMANCE: UM POSSÍVEL DIÁLOGO ENTRE O JOVEM LUKÁCS E MARTHE ROBERT. Travessias, Cascavel, v. 9, n. 3, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/13243. Acesso em: 23 jan. 2022.

Edição

Seção

CULTURA