O PAPEL DA UNIVERSIDADE NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: UM OLHAR PARA OS PROJETOS POLÍTICO PEDAGÓGICOS DO CURSO DE LETRAS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA

Autores

  • Fernanda Maria Müller Gehring
  • Greice da Silva Castela

Palavras-chave:

Formação inicial de professores, papel das licenciaturas, curso de Letras da UNIOESTE/Marechal Cândido Rondon.

Resumo


Neste artigo enfocamos o curso de licenciatura em Letras da UNIOESTE, câmpus Marechal Cândido Rondon, comparando o Projeto Político Pedagógico (PPP) vigente e o PPP reformulado pelo Colegiado daquele câmpus – projeto este que foi vetado por órgãos responsáveis. Observaremos, a partir da análise documental dos PPPs, a que níveis se deram as modificações e suas causas. Além disso, teceremos algumas considerações acerca do processo de criação e implantação das universidades e dos cursos de licenciatura no Brasil; abordamos como se deu a inserção das disciplinas didáticas nos cursos de formação docente, através de um percurso histórico, de leis e reformas no ensino superior; abordamos discussões acerca da importância que têm os cursos de licenciatura junto à formação inicial de professores. Verificamos por meio da análise dos PPPs que houve a intenção de melhorar a formação dos licenciandos daquele curso, principalmente pela tentativa de ampliação de carga horária e a implementação de disciplinas pedagógicas à grade curricular. A discussão teórica está baseada em autores como Mello (2000), Oliveira, Bonfim (2012), Paiva (2005) e Severino (2012), dentre outros.

Downloads

Publicado

28-12-2015

Como Citar

MÜLLER GEHRING, F. M.; CASTELA, G. da S. O PAPEL DA UNIVERSIDADE NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: UM OLHAR PARA OS PROJETOS POLÍTICO PEDAGÓGICOS DO CURSO DE LETRAS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA. Travessias, Cascavel, v. 9, n. 2, 2015. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/13343. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO