Pensando os cursos jurídicos brasileiros em diálogo com Paulo Freire e Bronislaw Malinowski

Autores

  • Roberto Lins Marques
  • Sueli Teresinha de Abreu-Bernardes
  • Fernanda Telles Márques

Palavras-chave:

Ensino de Direito, Antropologia, Humanismo, Interdisciplinaridade, Educação

Resumo


O texto objetiva realizar uma análise do artigo intitulado Por uma educação antropológica: comparando as ideias de Bronislaw Malinowski e Paulo Freire, de Hélcio José Silva, visando compreender um diálogo entre a antropologia e a educação e as diferenças quanto à educação fornecida a diferentes agrupamentos. A partir das ideias apresentadas, faz-se uma reflexão sobre o ensino nos cursos de direito e uma proposta humanista e interdisciplinar na formação oferecida nesses cursos.

Referências

BACHELARD, G. La formation de l’esprit scientifique: contribution à une psychanalyse de la connaissance objective. 5e éd. Paris: Librairie philosophique J. VRIN, 1967. (Collection: Bibliothèque des textes philosophiques).

BERNARDES, S. T. A; BERNARDES, L. A. O sentido do devir na criação artística de Pablo Picasso: reflexões para a educação. Revista Triângulo, Uberaba, v. 5, n. 1, p. 87-105, jan./jun. 2012. Disponível em: file:///C:/Users/Sueli/Downloads/319-1526-4-PB.pdf Acesso em 21 mar. 2015.

BOBBIO, N. O Positivismo Jurídico: lições de filosofia do direito. Tradução e notas Marcio Pugliesi, Edson Bini, Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 1995.

FAZENDA, I. C. A. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6. Ed. São Paulo: Loyola, 2011. Disponível em: http://www.pucsp.br/gepi/downloads/PDF_LIVROS_INTEGRANTES_GEPI/livro_integracao_interdisciplinaridade.pdf Acesso em 21 mar. 2015.

FIORI, E. M. Educação e política: textos escolhidos. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2014. v. 2

FREIRE, P. Educação e mudança. 12. ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1979.

MALINOWSKI, B. C. Argonautas do pacífico ocidental. Tradução Anton P. Carr. São Paulo: Abril Cultural, 1976.

POMBO, O. Interdisciplinaridade e integração dos saberes. Liinc em Revista, v.1, n.1, p. 3 -15, mar. 2005, http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/186/103 Acesso em 21 mar. 2015.

REALE, M. Filosofia do direito. 19. ed. São Paulo: Saraiva, 2002. Disponível em: https://direitoufma2010.files.wordpress.com/2010/05/miguel-reale-filosofia-do-direito.pdf Acesso em 21 mar. 2015.

SILVA, H. J. Por um ensino jurídico inclusivo: em diálogo com o pluralismo das realidades sociais. Argumenta, Jacarezinho, n. 15, p. 303-314, 2012. Disponível em: http://seer.uenp.edu.br/index.php/argumenta/article/download/225/224. Acesso em: 07 de agosto de 2015.

SOUZA, M. R. Por uma educação antropológica: comparando as ideias de Bronislaw Malinowski e Paulo Freire. Revista Brasileira de Educação, v. 11 n. 33 set./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2015.

WOLKMER, A. C. Pluralismo jurídico: fundamentos de uma nova cultura no direito. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2015.

Downloads

Publicado

15-06-2016

Como Citar

MARQUES, R. L.; ABREU-BERNARDES, S. T. de; MÁRQUES, F. T. Pensando os cursos jurídicos brasileiros em diálogo com Paulo Freire e Bronislaw Malinowski. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 1, p. 105–111, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/13895. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO