Educação para as relações étnico-raciais em uma escola pública do município de Itapetinga-BA

Autores

  • José Valdir Jesus de Santana Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Glaziane Santos da Paixão Brito Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Maria de Fátima de Andrade Ferreira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Nakson Willian Silva Oliveira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Palavras-chave:

Educação antirracista. Lei 10.639/03. Prática pedagógica

Resumo


Nessa pesquisa, o foco de análise são as perspectivas de professores, coordenador pedagógico e gestor, frente ao que determina a Lei 10.639/03 e as práticas pedagógicas que estes têm realizado para a efetivação desta Lei, em uma escola pública localizada no município de Itapetinga, região Sudoeste da Bahia. Neste município, a tentativa de implementar a Lei em questão tem se dado através da criação da disciplina Cultura afro Indígena na estrutura curricular das escolas do Ensino Fundamental II. No entanto, conforme constatamos, a implementação tem ocorrido com muita dificuldade, a partir do empenho de sujeitos isoladamente, a exemplo das professoras responsáveis pela disciplina Cultura Afro Indígena, posto que inexiste uma política efetiva voltada à formação dos professores, além de outras ações capazes de viabilizar a construção de uma educação antirracista.

Biografia do Autor

José Valdir Jesus de Santana, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Graduação em Pedagogia e mestrado em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do
Estado da Bahia. Doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal de São Carlos;
professor adjunto da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, do Departamento de Ciências
Humanas, Educação e Linguagem, no curso de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em
Relações Étnicas e Contemporaneidade; pesquisador do Núcleo de Pesquisa e Extensão Gestão
em Educação e Estudos Transdisciplinares (NUGEET).

Glaziane Santos da Paixão Brito, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia; professora da rede
municipal de ensino de Itapetinga-BA.

Maria de Fátima de Andrade Ferreira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia; professora Titular da Universidade
Estadual do Sudoeste da Bahia, do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em
Ciências Ambientais. Coordena o Núcleo de Pesquisa e Extensão Gestão em Educação e
Estudos Transdisciplinares (NUGEET) e Grupo de Pesquisa Resiliência e Educação.

Nakson Willian Silva Oliveira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Graduado em Pedagogia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia; mestrando em
Ensino pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia; pesquisador do Núcleo de Pesquisa e
Extensão Gestão em Educação e Estudos Transdisciplinares (NUGEET).

Referências

ABRAMOWICZ, A.; OLIVEIRA, F. de; RODRIGUES, T. C.. A criança negra, uma criança negra. In: ABRAMOWICZ, A; GOMES, N. L. (Orgs.). Educação e raça: perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

ABRAMOWICZ, A.; OLIVEIRA, F. de. A escola e a construção da identidade na diversidade. In: ABRAMOWICZ, A.; BARBOSA, L. M. de A.; SILVÉRIO, V. R. (Orgs). Educação como prática da diferença. Campinas, SP: Armazém do Ipê (Autores Associados), 2006.

ARROYO, M. G. Introdução: Os coletivos diversos repolitizam a formação. In: DINIZ-PEREIRA, J. E.; LEÃO, G. (Orgs). Quando a diversidade interroga a formação docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

BENTO, M. A. A identidade Racial em Crianças Pequenas. In: BENTO, M. A. (org.) Educação infantil igualdade racial e diversidade: aspectos políticos, jurídicos, São Paulo, CEERTE 2012.p. 99-114.

BENTO, M. A. S. Branquitude e branqueamento. In: BENTO, M. A. S.; CARONE, I. (Orgs.) Psicologia Social do Racismo - Estudos Sobre Branquitude e Branqueamento no Brasil. São Paulo: Vozes, 2009.

BRASIL. Ministério de Educação. Lei nº 9.394 Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF 1996.

_____. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira. MEC/SECAD 2004.

CAPELO, M. R. C. Diversidade sociocultural na escola e a dialética da exclusão/inclusão. In: GUSMÃO, N. M. M (Org.). Diversidade, cultura e educação: Olhares cruzados. São Paulo: Biruta, 2003.

CAVALLEIRO, E. Do Silêncio do lar, ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. São Paulo: Contexto, 2014.

CAVALLEIRO, E. Educação Anti-racista: compromisso indispensável para um mundo melhor. In: CAVALLEIRO, E. (Org.) Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001. p.141-160.

FANON, F. Os condenados da terra. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1968.

FANON, F. Pele negra, máscaras brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.

FAZZI, R. de C. O drama racial de crianças brasileiras: Socialização entre pares e preconceitos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

FRANKENBERG, R. A mirada de uma branquidade não-marcada. In: WARE, V. (Org.). Branquidade: Identidade branca e multiculturalismo. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. trad. Daniel Bueno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

GOMES, N. L. Educação cidadã, Etnia E Raça: O trato pedagógico da diversidade. In: CAVALLEIRO, E. (Org). Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001. p. 83-96.

_____. Diversidade cultural, currículo e questão racial: desafios para a prática pedagógica. In: ABRAMOWICZ, A.; BARBOSA, L. M. de A.; SILVÉRIO, V. R. (Orgs). Educação como prática da diferença. Campinas, SP: Armazém do Ipê (Autores Associados), 2006.

_____. Escola e diversidade étnico-cultural: um diálogo possível. In: DAYRELL, Juarez (Org.) Múltiplos olhares sobre educação e cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1996.

_____. Educação, identidade negra e formação de professores/as: um olhar sobre o corpo negro e o cabelo crespo. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.29, n.1, p. 167-182, jan./jun. 2003.

_____. A questão racial na escola: desafios colocados pela implementação da Lei 10.639/03. In: MOREIRA, A. F.; CANDAU, V. M. (Orgs.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. 4 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

_____. Movimento negro e educação: ressignificando e politizando a raça. Educação e Sociedade Campinas, v. 33, n. 120, p. 727-744, jul.-set. 2012.

_____. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL, Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03/Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

_____. A contribuição dos negros para o pensamento educacional brasileiro. In: SILVA, P. B. G e; BARBOSA, L. M. de A. (Orgs). O pensamento negro em educação no Brasil: expressões do movimento negro. São Carlos: EFSCar, 1997.

_____. Cultura negra e educação. Revista Brasileira de Educação. Maio/Jun/Jul/Ago, nº 23, 2003.

_____. Sem perder a raiz: corpo e cabelo como símbolos da identidade negra. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

_____. Diversidade étnico-racial e formação continuada de professores(as) da Educação Básica: desafios enfrentados pelo Programa Ações Afirmativas na UFMG. In: DINIZ-PEREIRA, J. E.; LEÃO, G. (Orgs). Quando a diversidade interroga a formação docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

_____. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Currículo sem Fronteiras, v.12, n.1, pp. 98-109, Jan/Abr 2012b.

GOMES, N. L; SILVA, P. B. G. e. O Desafio da Diversidade. In: GOMES, N. L.; SILVA, P. B. G. (Orgs). Experiências étnicos – culturais para formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

GUIMARÃES, A. S. A. Racismo e antirracismo no Brasil. 3ed. São Paulo: Editora 34, 2009.

GUIMARÃES, A. S. A. Preconceito racial: modos, temas e tempos. São Paulo: Cortez, 2008.

GUIMARÃES, A. S. A. Classes, raça e democracia. 2 ed. São Paulo: Editora 34, 2012.

GUSMÃO, N. M. M. de. Realidade e utopia: diversidade, diferença e educação. In: GOBBI, M. A; NASCIMENTO, M. L. B. P. (Orgs.). Educação e diversidade cultural: desafios para os estudos da infância e da formação docente. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2012.

GUSMÃO, N. M. M. Os desafios da diversidade na escola. In: GUSMÃO, N. M. M (Org.). Diversidade, cultura e educação: Olhares cruzados. São Paulo: Biruta, 2003.

HASENBALG, Carlos. Entre o mito e os fatos: racismo e relações raciais no Brasil. In: MAIO, Marcos Chor; SANTOS, Ricardo Ventura (Orgs.) Raça, ciência e sociedade. Rio de Janeiro: Fiocruz/CCBB, 2006.

LUDKE, Menga; ANDRE, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. Ed. Rio de Janeiro: E.P.U. 2013.

MINAYO, M. C. de S. (org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa. CANDAU, Vera Maria. Currículo, conhecimento e cultura. In: BEAUCHAMP, Janete. PAGEL, Sandra Denise. NASCIMENTO, Aricélia Ribeiro. Indagações sobre currículo: currículo, conhecimento e cultura: Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica: 2007.

MUNANGA, K. Apresentação. In: MUNANGA, K. (Org). Superando a racismo na escola. 2 ed. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: Identidade nacional versus identidade negra. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

NASCIMENTO, R. G. do. Educação escolar brasileira e diversidade étnica e cultural: contribuições do movimento negro e indígena para o debate. In: RONCA, A. C. C.; RAMOS, M. N. (Orgs). Da CONAE ao PNE (2011-2020): Contribuições do Conselho Nacional de Educação. São Paulo: Moderna, 2010.

OLIVEIRA, L. F. de. História da África e dos africanos na escola. Desafios políticos, epistemológicos e identitários para a formação dos professores de história. Rio de Janeiro: Imperial Novo Milênio, 2012.

PASSOS, J. C. dos. A educação para as relações étnico-raciais como política pública na Educação Infantil. In: VAZ, Alexandre F.; MOMM, C. M. (Orgs.) Educação infantil e sociedade: questões contemporâneas. Nova Petrópolis: Nova Harmonia, 2012.

ROMÃO, J. O educador, a educação e a construção de uma auto-estima positiva no educando negro. In: CAVALLEIRO, E. (Org.). Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001. p. 161-178.

SANTIAGO, M. C.; AKKARI, A.; MARQUES, L. P. Educação intercultural: desafios e possibilidades. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

SCHWARCZ, L. M. Nem preto nem branco, muito pelo contrário: cor e raça na sociabilidade brasileira. São Paulo: Claro Enigma, 2012.

SCHUCMAN, L. V. Entre o “encardido”, o “branco” e o “branquíssimo”: raça, hierarquia e poder na construção da branquitude paulista. São Paulo, Universidade de São Paulo, 2012. (Tese de doutorado em Psicologia).

SILVA, A. C. da. A representação social do negro no livro didático: O que mudou? Por que mudou? Salvador: EDUFBA, 2011.

SILVA, A. C. Movimento negro e ensino nas escolas: experiências da Bahia. In: SILVA, P. B. G. e; BARBOSA, L. M. de A. (orgs). O pensamento negro em educação no Brasil: expressões do movimento negro. São Carlos: UFSCar, 1997.

SILVA, M. A., Formação de Educadores/as Para o Combate ao Racismo: mais uma tarefa essencial. In: CAVALLEIRO, E. (Org). Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001. p.65-82.

SILVA, P. B. G. e. Estudos afro-brasileiros: afriacanidades e cidadania. In: ABRAMOWICZ, A.; GOMES, N. L. (Orgs.). Educação e raça: perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

TELLES, E. Racismo à brasileira: Uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relume Dumara/Funcação Ford, 2003.

Downloads

Publicado

11-05-2017

Como Citar

JESUS DE SANTANA, J. V.; SANTOS DA PAIXÃO BRITO, G.; DE ANDRADE FERREIRA, M. de F.; SILVA OLIVEIRA, N. W. Educação para as relações étnico-raciais em uma escola pública do município de Itapetinga-BA. Travessias, Cascavel, v. 11, n. 1, p. 211–243, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/15761. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO