Saberes docentes indígenas: um estudo das práticas pedagógicas em aulas de ciências nas escolas Xukuru, Pesqueira-PE

Autores

  • Claudete Francisco do Nascimento Costa UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ - UVA/ISEAD
  • Cleonildo Mota Gomes Junior UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ-UVA/ISEAD

Palavras-chave:

Educação Escolar Indígena. Ensino das Ciências. Práticas pedagógicas. Professores indígenas Xukuru.

Resumo


O presente artigo é o resultado de um Trabalho de conclusão de Curso e tem como objetivo analisar as práticas pedagógicas dos professores indígenas Xukuru de Ororubá, Pesqueira/PE em face ao Ensino das Ciências nas escolas indígenas da comunidade local. Neste estudo, investigou como os docentes em suas práticas pedagógicas evidencia o ensino em sala de aula da disciplina de Ciências Naturais e das Ervas Medicinais nas series iniciais. Vale salientar que nos propusemos a observar como os docentes, desenvolvem o trabalho pedagógico com o mesmo conteúdo das Ciências Naturais, no contexto indígena Xukuru. Nesse sentido utilizamos como processo metodológico da investigação a pesquisa bibliográfica através das concepções de Haguette (1997), Cohn, (1987), Bardim (1997), Weber, (2000) Neves, (1999), Lagdon, (1991), Arcanjo, (2003), Agrunewald, (2003), Eliade (1998), entre outros que subsidiaram ao conhecimento da respectiva pesquisa. Além disso, utilizamos da pesquisa qualitativa e quantitativa, na busca de uma compreensão melhor in lócus como esses professores indígenas realização em sua prática pedagógica o Ensino das Ciências. Percebemos que os conhecimentos nas aulas de ciência são passados de acordo com a realidade em que estão inseridos, isto buscando valorizar a cultura e a tradição de seu povo. Pois, os processos próprios de aprendizagem estão propostos na Constituição Federal de 1988 por meio de uma Educação Escolar diferenciada.

Biografia do Autor

Claudete Francisco do Nascimento Costa, UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ - UVA/ISEAD

Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Cleonildo Mota Gomes Junior, UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ-UVA/ISEAD

Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Mestrado Profissional em Educação da Universidade de Pernambuco – UPE Mata Norte Pós-Graduado em História da África FUNSEO/UNESF; PósGraduado em Metodologia do Ensino de História e Geografia Universidade Cidade de São Paulo – UNICID; Licenciado em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA; Docente do Colégio Elo e da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA/ISEAD: Professor Orientador.

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. Etnografia na Prática Escolar. 2 ed. Campinas, SP: PAPIRUS, 1998. 128 p.

BANIWA, Gersem dos Santos Luciano. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: MEC; Secad; Museu Nacional Laced; MEC, 2006.

BRASIL. Referencial Curricular Nacional para as escolas Indígenas. Ministério da Educação e do desporto, Secretaria da Educação Fundamental, Brasília, MEC, 1998.

______. Plano nacional de Educação. De 09 de janeiro de 2001. Aprova o plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário oficial da República Federativa do Brasil, v.139, n.7. Brasília,10 de janeiro de 2001.

______. Lei n°11.645, de 10 de março de 2008. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm

______. Lei n°9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e base da educação nacional. Brasília, DF: Gráfica do Senado, 1996.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia Científica: para uso dos estudantes universitários. São Paulo, MC GraW-Hill do Brasil, 1993.

CHIZZOTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

DINIZ, Rafael Rosa Pereira; CHAER, Galdino; RIBEIRO, Elisa Antônia. A técnica do questionário na pesquisa educacional. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/maio2013/sociologia_artigos/pesqusia_social.pdf

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

LUCIANO, Gersem dos Santos. O Índio Brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; LACED/Museu Nacional, 2006.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

______. Métodos e Técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2002.

GONÇALVES, Elisa Pereira. Iniciação à pesquisa científica. Campinas, SP: Editora Alinea, 2001.

GRUPIONI, Luís Donisete Benzi. As leis e a educação escolar indígena: Programa Parâmetros em Ação de Educação Escolar Indígena. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Fundamental, 2001.

______. A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1º e 2º graus. Brasília, MEC/MARI/UNESCO, 1995.

PENIN, S.T.S. A Aula: Espaço de Conhecimento, Lugar de Cultura. 4 ed. Campinas: Papirus, 1999.179 p.

SILVA, A.L; FERREIRA, M. K. L. (Org.) Práticas Pedagógicas na Escola Indígena. São Paulo: Editora Global, 2001.

SILVEIRA, Edson Damas da; SILVEIRA, Stela Aparecida Damas da. Direito Fundamental à Educação Indígena. Curitiba: Juruá, 2012.

SOUZA, Selma Maria Ferreira. Saberes docentes, saberes indígenas: um estudo de caso sobre o ensino de ciências entre o povo Xukuru do Ororubá. Dissertação de Mestrado UFRPE. Departamento de Educação, 2008.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Tradução de Francisco Pereira. Petrópolis: Vozes, 2002.

Downloads

Publicado

26-09-2017

Como Citar

COSTA, C. F. do N.; GOMES JUNIOR, C. M. Saberes docentes indígenas: um estudo das práticas pedagógicas em aulas de ciências nas escolas Xukuru, Pesqueira-PE. Travessias, Cascavel, v. 11, n. 2, p. 98–127, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/16274. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO