Cinema e Educação: A relação entre o uso de filmes comerciais como recursos pedagógicos e a aprendizagem, pelas percepções dos estudantes

Autores

  • Edilce Maria Balbinot Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
  • Charlie Antoni Miquelin Universidade Tecnológica Federal do Paraná. UTFPR

Palavras-chave:

Filmes, Recurso pedagógico, Aprendizagem Significativa.

Resumo


Este artigo é resultado de uma pesquisa qualitativa feita com estudantes da Educação Básica, de duas escolas públicas de Curitiba, por meio de questões semiestruturadas, onde apresenta e analisa as opiniões dos estudantes na utilização de filmes comerciais como recurso pedagógico. Embora filmes sejam obras cinematográficas, pensadas e produzidas prioritariamente com objetivo de entretenimento, pode-se pensar neles como recursos audiovisuais com fins pedagógicos e que estimulam a atenção dos estudantes. Nesse sentido, os filmes tornam-se um recurso pedagógico que auxilia  nas aulas despertando o interesse dos estudantes, com potencial educativo, possível de estimular a aprendizagem, dentro das tecnologias utilizadas na escola, os filmes podem ser considerados como um destacado aliado didático-pedagógico. Teve como objetivo  identificar e discutir as fragilidades na utilização desse recurso tecnológico para uma melhor adequação como instrumento pedagógico pelos professores. Dessa forma, por meio das respostas dos estudantes obtidas, fez-se as análises e discussões embasadas na teoria da Aprendizagem Significativa de Ausubel, Novak e Hanesian (1980), em considerações de Rosália Duarte (2009), José Manuel Moran (2005), entre outros.  Estas análises permitiram apresentar possibilidades de encaminhamentos pedagógicos que podem auxiliar no trabalho pedagógico dos professores que fizerem uso desse recurso possibilitando obter resultados importantes no ensino dos conteúdos científicos nas aulas.      

 

Biografia do Autor

Edilce Maria Balbinot, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Mestra em Ensino de Ciências - UTFPR

Charlie Antoni Miquelin, Universidade Tecnológica Federal do Paraná. UTFPR

Doutor  em Física Aplicada em Medicina e Biologia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da USP 

Referências

ARTUSO. A. R. Os alunos da escola do século XXI. 2014. Disponível em: <https://www.algosobre.com.br/educacao/os-alunos-da-escola-do-seculo-xxi.html>. Acesso em: 5 jun. 2017.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J. D.; HANESIAN, H. Psicologia Educacional.2.ed. Rio de

Janeiro: Editora Interamericana, 1980.

AUSUBEL, D. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Rio de Janeiro: Platano, 2003.

BARDIN, L. Análise de conteúdos. São Paulo: Edições 70, 2011.

CYSNEIROS, P. G. Interação, tecnologias e educação. Disponível em: http://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/30958903/Cysneiros.pdf?AWSAccessKeyId=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A&Expires=1501536230&Signature=onESls7SgWNjlyAKG5f%2BIj%2BImFk%3D&response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DInteracao_tecnologias_e_Educacao.pdf. Acesso em 31jul.2017.

DUARTE, R. Do ato de espectatura ao museu de imagens: produção de significados na experiência com o cinema. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 30, n. 1, p. 83-102, jan./jun. 2005.

______. Cinema & educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

FERREIRA. R. Os filmes também ensinam ciência.... Disponível em: <http://lounge.obviousmag.org/ricardo_ferreira/2014/08/os-filmes-tambem-ensinam-ciencia.html>. Acesso em: 15 jan. 2017.

MORAN, J. M. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 27-35, jan./abr. 1995.

______. A integração das tecnologias na educação. Disponível em:

<http://www.eca.usp.br/prof/moran/site/textos/tecnologias_eduacacao/integracao.pdf>

Acesso em: 15 jun. 2017.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo:

Centauro, 2001.

NAPOLITANO, M. Como usar o cinema na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2009.

SCHEID, N.M.J. A história da ciência no cinema: subsídios para a aplicação no ensino. SBEnBIO, Campinas, v. 1, n. 6, p. 109-121, out. 2013.

SETTON, M. G. J. (Org.). A cultura da mídia na escola: ensaios sobre cinema e educação. São Paulo: Annablume; 2004.

Downloads

Publicado

26-09-2017

Como Citar

BALBINOT, E. M.; MIQUELIN, C. A. Cinema e Educação: A relação entre o uso de filmes comerciais como recursos pedagógicos e a aprendizagem, pelas percepções dos estudantes. Travessias, Cascavel, v. 11, n. 2, p. 274–286, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/17486. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: CINEMA, EDUCAÇÃO, HISTÓRIA E OUTRAS TRAVESSIAS