Lispector e uma aprendizagem a partir de encontros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v15i1.25608

Palavras-chave:

Gilles Deleuze, encontro, aprender, experiência.

Resumo


Este trabalho se propõe a pensar e construir uma aprendizagem a partir da Teoria das Filosofias da Diferença juntamente com o livro de Clarice Lispector – Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres. É um estudo que se propõe, através de uma pesquisa de cunho cartográfico, a pensar a aprendizagem a partir do conceito de encontro, pensado principalmente com a filosofia de Gilles Deleuze, trazendo reflexões e pensamentos no que diz respeito aos encontros e experiências que mobilizam aprendizagens. Trata-se então de tensionarmos que há aprendizagem nisso que acontece através das relações, através dos encontros, do contato com o outro. É pensar justamente que a aprendizagem é mobilizada a partir dessas experiências, desses movimentos e daquilo que acontece quando há encontros.

Biografia do Autor

Luiza Baumer Mendes, Universidade Franciscana

Psicóloga. Mestre em Ensino de Humanidades e Linguagens pela Universidade Franciscana - UFN.

Marcele Pereira da Rosa Zucolotto, Universidade Franciscana.

Psicóloga. Doutora em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora Adjunta do Curso de Psicologia e do Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens da Universidade Franciscana (UFN) de Santa Maria-RS.

Referências

COSTA, L. B. Cartografia: uma outra forma de pesquisar. Revista digital do LAV – Santa Maria. V. 7, n. 2, p. 65-76, mai./ago. 2014.

DELEUZE, G. Espinoza: Filosofia prática. São Paulo: Escuta, 2002.

DELEUZE, G. GUATTARI, F. O que é a filosofia? Trad. Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Editora 34, 2010.

GALLO, S. O aprender em múltiplas dimensões. Perspectivas da Educação Matemática. v. 10, n. 22, p. 103-114, 2017.

KASTRUP, V. A invenção de si e do mundo. Uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. Campinas: Papirus, 1999.

LISPECTOR, C. Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MACHADO, R. Deleuze, a arte e a filosofia. 2 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2010.

PASSOS, E.; BARROS, R. B. A cartografia como método de pesquisa-intervenção. In: PASSOS, E.; KASTRUP, V.; ESCÓSSIA, L. Pistas do método da cartografia: pesquisa intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 17-31.

ROLNIK, S. Cartografia sentimental: transformações contemporâneas do desejo. São Paulo: Estação Liberdade, 1989.

TADEU, T. A arte do encontro e da composição: Spinoza + Currículo + Deleuze. Educação & Realidade, v. 27, n. 2, 2002.

ZUCOLOTTO, M. P. R. Aprender, ensinar: questões contemporâneas. BORTOLUZZI, V. I.; ALVES, M. A. Formação de professores: ensino, linguagens e tecnologias. Porto Alegre: Editora Fi, 2018.

Downloads

Publicado

27-04-2021

Como Citar

MENDES, L. B.; ZUCOLOTTO, M. P. da R. Lispector e uma aprendizagem a partir de encontros. Travessias, Cascavel, v. 15, n. 1, p. 156–164, 2021. DOI: 10.48075/rt.v15i1.25608. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/25608. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

ENSAIOS E TEMAS INTERDISCIPLINARES