Atributos agronômicos da cultura do trigo sob diferentes fontes de adubação

Alfredo Eduardo Melo Meneses Ferro, Augustinho Borsoi, Leiliane Cristine de Souza, Jean Sérgio Rosset

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar o desenvolvimento inicial da cultura do trigo sob diferentes fontes de fertilizantes. O experimento foi conduzido em vasos, sob ambiente protegido localizada no Instituto Federal do Paraná (IFPR), Campus Assis Chateaubriand. Foi utilizado delineamento em blocos casualizados com oito tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram constituídos com diferentes fontes de adubação: adubo mineral (AM); adubo organomineral (AOM); esterco bovino + ½ adubação mineral (EB+AM); esterco bovino + ½ adubo organomineral (EB+AOM); cama de frango + ½ adubação mineral (CF+AM); cama de frango + ½ adubação organomineral (CM+AOM); esterco bovino (EB) e cama de frango (CF). Aos 15, 30, 45 e 60 dias após a semeadura (DAS) foi avaliada a altura de plantas (AP), número de perfilhos (NP) e folhas (NF). Aos 60 DAS, além da avaliação dos parâmetros anteriores, foi avaliada a massa seca de parte aérea (MSPA) e raiz (MSR), com posterior cálculo da relação raiz/parte aérea (R/PA), além do volume de raiz (VR). Para AP o tratamento AOM apresentou valores superiores, chegando a 55,88 cm 60 DAS, sendo semelhante à EB+AOM, EB+AM, AF+AOM e CF, sendo este tratamento também superior para os atributos NF e NP, com o tratamento com AM apresentando os menores valores para as variáveis. O tratamento CF+AOM apresentou valores superiores para VR, MSR e MSPA, e menores valores da relação R/PA, sendo semelhante aos tratamentos com CF e CF+AOM. Os melhores desenvolvimentos iniciais foram obtidos pela adubação orgânica (CF) e CF + ½ organomineral.


Palavras-chave


adubação orgânica; Triticum aestivum L.; organomineral.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/actaiguaz.v7i3.18129

Direitos autorais 2018 Acta Iguazu

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Acta Iguazu

 


ISSN 2316-4093 (versão eletrônica)

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Energia na Agricultura

Rua Universitária, 1619 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110
E-mail: revista.actaiguazu@unioeste.br