Esportes de raquete, divulgação e infraestrutura: influências sobre a prática

Mateus Augusto de Oliveira Machado, Rodney Rodrigo de Souza, Siomara Aparecida da Silva

Resumo


Introdução: A prática dos esportes em Ouro Preto (MG) está centrada no “quarteto fantástico” que se caracterizam pelos esportes coletivos mais praticados deixando uma lacuna nas experiências motoras advindas de outras modalidades. Objetivo: Descrever as características relacionadas aos esportes de raquete e assim identificar as características que motivam sua prática esportiva após a fase escolar. Métodos: Este estudo apresenta-se sobre o caráter qualitativo descritivo. Utilizando de um corte ex-post-facto. Entrevistas utilizando um roteiro desenvolvido para este trabalho foram feitas em uma escola estadual e em um clube da cidade, com áudio captado. Resultados: Das respostas dos entrevistados emergiram as categorias de análise: “Quase nada, pela televisão com jogos olímpicos a gente consegue ver os esportes com raquete”. “Ping-pong, tênis, tem aquele com a peteca (badminton)”. Categoria (1) conhecimento. Conclusão: Foi visto com esta pesquisa que a prática dos esportes de raquete sofre influência de vários fatores como a falta de conhecimento das modalidades, motivação, divulgação das modalidades, entre outras, porém apesar disto foi visto que a cidade oferece suporte para o trabalho de algumas das modalidades de raquete e que existe uma população que apresenta interesse de praticar essas modalidades.

ABSTRACT. Racket sports, motivation, spreading and infrastructure: influences on practice. Background: The practice of sports in Ouro Preto (MG) is centered in the "fantastic quartet" that are characterized by the most practiced collective sports leaving a gap in the motor experiences coming from other modalities. Objective: To describe the characteristics related to racket sports and thus identify the characteristics that motivate their sports practice after the school stage. Methods: This study presents the qualitative descriptive character. Using an ex-post-facto cut. In a state school and a city club interviews were made using a script developed for this work, with audio captured. Results: From the interviewees' answers came the categories of analysis: "Almost nothing, by television with Olympic games we can see sports with racket." "Ping-pong, tennis, there's the one with the shuttlecock (badminton). "Category (1) knowledge. Conclusion: It was seen with this research that the practice of racket sports is influenced by several factors such as lack of knowledge of the modalities, motivation, dissemination of modalities, among others, however despite this it was seen that the city supports the work of some of the and that there is a population that shows an interest in practicing these modalities.

Palavras-chave


Educação Física, Esportes de raquete; Prática

Texto completo:

PDF

Referências


BALBINOTTI, C. O ensino do tênis: novas perspectivas de aprendizagem. Porto Alegre: Artmed; 2009.

BERLEZE, A.; VIEIRA, L, F.; KREBS, R, J. Motivos que levam crianças para a prática de atividades motoras na escola. Revista da Educação Física, Maringá, v. 13, n. 1, p. 99-107, 2002.

BETTI, M. A janela de vidro: esporte, televisão e educação física. Campinas: Papirus, 1998.

BETTI, M. Educação física e mídia: novos olhares outras práticas. Florianópolis: Hucitec, 2003.

BETTI, M. Ensino de primeiro e segundo graus: educação física para quê? Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 13, n. 2, p. 282-7, 1992.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP n°. 009/2001, de 8 de maio de 2001: Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores da educação básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2001. Disponível em: Acessado em: 1 de amrço de 2018.

CARVALHO, A. M. de. O dirigente esportivo voluntário. Lisboa: Livros Horizonte, 1997.

CARVALHO, B. L. P. Associativismo, lazer e esporte nos clubes sociais de Campinas. 2009. 182f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

CHIMINAZZO, J. Esporte de raquete na escola: uma possibilidade de trabalho. Movimento e Percepção, São Paulo, v. 9, n. 12, p. 1-4, 2008.

CORTELA, C.C; FUENTES, J. P; ABURACHID, L. C. M; KIST, C; CORTELA, D. N. R. Iniciação esportiva ao tênis de campo: um retrato do programa play andstay à luz da pedagogia do esporte. Conexões, Campinas, v. 10, n. 2, p. 214-34, 2012.

DAÓLIO, J. Da cultura do corpo. 11. ed. Campinas: Papirus, 2007.

FUENTES, J P.; GUSI, N. Iniciación jugada ala técnica y a la táctica en el tenis: espacios reducidos y poco material. Cáceres: Copegraf, 1996.

GALLAHUE, D; OZMUM, J. Compreendendo o desenvolvimento motor. São Paulo: Phorte, 1992.

GONÇALVES, R. SILVA, C, E, M. ARAÚJO, L, C. BELLANÇON, A. A importância da tomada de consciência no jogo badminton. Fiep Bulletin, v. 82, Special Edition, Article I, 2012.

GRECO, P. J.; SILVA, S. A.; SANTOS, L. R. Organização e Desenvolvimento Pedagógico do Esporte no Programa Segundo Tempo. In: OLIVEIRA, A. A. B.; PERIM, G. L. (Orgs.). Fundamentos pedagógicos do programa segundo tempo: da reflexão á prática. 21. ed. Maringá: 2009. p. 163-206.

MILANI, A. G.; DARIDO, S. C. Os conteúdos atitudinais no currículo de educação física do estado de São Paulo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 448-61, 2016.

MORENO, J. Fundamentos del deporte. Análisis de lãs estructuras Del juego deportivo. 3. ed. Barcelona: INDE, 1994.

NITSCH, J. R. The Action - theoretical perspective 1. International Review for the Sociology of Sport, Thousand Oaks, v. 20, n. 4, p. 263-282, 1985. 1985.

OLIVEIRA, A. R. P.; GONÇALVES, A. G; SEABRA JUNIOR, M. O. Badminton e esporte adaptado para pessoas com deficiência: revisão sistemática da literatura. Sobama, Marília, v. 18, n. 1, p. 93-108, 2017.

RAMOS, V. O conhecimento pedagógico do conteúdo: estrutura e implicações à formação em educação física. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 161-7, 2008.

RASICCI, A. Enseñanza del tenis primario. Madrid: Real Federación Española de Tenis, 1986. p. 17-22.

RYAN, R. M.; DECI, E. L. On Happiness and Human Potentials: a Review of Resarch on Hedonic and Eudaimonic Well-Being. Annual Review Psychology, Palo Alto, n. 52, p. 141-166, 2001.

THOMAS,J. R.; NELSON, J.K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

TINÔCO, R. D. G. Apontando possibilidades para o ensino do Badminton na Educação Física escolar. Cadernos de Formação RBCE, Porto Alegre, v. 5, n. 1, p. 1-9, 2014.

WANKEL, L. M. The Importance of Enjoyment to Adherence and Psychological Benefits from physical Activity. International Journal of Sport Psychology, Rome, v. 24, p. 151-169, 1993.




DOI: https://doi.org/10.36453/2318-5104.2019.v17.n2.p177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários
 |  Incluir comentário ';



Direitos autorais 2019 Direitor Autorais Partilhados

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/