Reflexões sobre o Beach Tennis no Brasil: um estado de conhecimento

Fabiola Santini Takayama, Alexandre Vanzuíta

Resumo


INTRODUÇÃO: O Beach Tennis é uma modalidade esportiva recente no Brasil que vem aumentando o seu número de adeptos e simpatizantes, colaborando para o crescimento da modalidade.
OBJETIVO: Esta pesquisa tem o intuito de mapear e discutir a produção de conhecimento no que se refere aos estudos de dissertações e artigos científicos que tratam especificamente do Beach Tennis.
MÉTODOS: A pesquisa se caracteriza como de abordagem qualitativa do tipo de estado de conhecimento. Utilizou-se o descritor “Beach Tennis”, nas Bases de Dados on-line: Portal de Teses e Dissertações da CAPES e Google Acadêmico.
RESULTADOS: Foram analisadas e interpretadas quatro pesquisas que abordaram o Beach Tennis como objeto de estudo, sendo que dois trabalhos apresentaram clareza e coerência teórico-metodológica ao longo do desenvolvimento das suas pesquisas, articulando a abordagem qualitativa com o aprofundamento crítico-reflexivo dos processos de investigação. Outros dois estudos demonstraram certa fragilidade nos aspectos teórico-metodológicos, nos instrumentos de coleta e nas técnicas de análise dos dados, consequentemente comprometendo os processos de construção dos resultados apresentados.
CONCLUSÃO: Os estudos interpretados neste artigo foram de predominância de tipo descritivo-exploratório, de abordagem qualitativa, no qual contribuíram para o início de um campo investigativo da temática do Beach Tennis. Procuraram evidenciar as opiniões dos praticantes/professores dessa modalidade sobre as condições da prática, as instituições reguladoras, o perfil social dos praticantes, o processo da institucionalização da prática da modalidade em uma cidade não litorânea e a criação de possibilidades para a prática intergeracional.

ABSTRACT. Reflections on Beach Tennis in Brazil: a state of knowledge.
BACKGROUND: Beach Tennis is a recent sport in Brazil that has been increasing its number of fans and supporters, contributing to the growth of the sport.
OBJECTIVE: This research aims to map and discuss the production of knowledge regarding the studies of dissertations and scientific articles that deal specifically with Beach Tennis.
METHODS: The research is characterized as a qualitative approach to the type of state of knowledge. The descriptor “Beach Tennis” was used in the online databases: CAPES Theses and Dissertations Portal and Google Scholar.
RESULTS: Four researches that approached Beach Tennis as an object of study were analyzed and interpreted, two of which presented clarity and theoretical and methodological coherence throughout the development of their research, articulating the qualitative approach with the critical-reflexive deepening of the processes of investigation. Two other studies showed a certain weakness in the theoretical and methodological aspects, in the collection instruments and in the data analysis techniques, consequently compromising the construction processes of the results presented.
CONCLUSION: The studies interpreted in this article were predominantly descriptive-exploratory, with a qualitative approach, in which they contributed to the beginning of an investigative field on the theme of Beach Tennis. They sought to highlight the opinions of practitioners/teachers of this modality about the conditions of the practice, the regulatory institutions, the social profile of the practitioners, the process of institutionalizing the practice of the modality in a non-coastal city and about the creation of possibilities for the intergenerational practice.

Palavras-chave


Esportes; Beach Tennis; Raquete.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BENELI, L. M.; PRONI, M. W.; MONTAGNER, P. C. Desafios para a pedagogia do esporte diante da influência do marketing na configuração do esporte contemporâneo. Journal of Physical Education, Maringá, v. 27, n. 1, p. e2750, 2016.

BOURDIEU, P. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 1990.

BOURDIEU, P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

CHARMAZ, K. A construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. 2 ed. Porto alegre: Artmed, 2009.

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TÊNIS. História do Beach Tennis. Disponível em: . Acessado em: 09 de abril de 2020.

DEMO, P. Aprender como autor. São Paulo: Atlas, 2015.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 7. ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2005.

DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

FIT. Federazione Italiana Tennis. Beach tennis: cosa è il beach tennis. Storia, campionati, attività nazionale. Disponível em: . Acessado em: 09 de abril de 2020.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação e Sociedade, ano XXIII, n. 79, Agosto/2002.

GLASER, B.; STRAUSS, A.L. The discovery of grounded theory: strategies for qualitative research. New York: Aldine Transaction, 1967. 31-32 p.

GOMES, R. B. L. O Beach Tennis como atividade intergeracional. 2017. 172f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Atividade Física) - Universidade Salgado de Oliveira, Niterói, 2017. Disponível em: . Acessado em: 10 de fevereiro de 2020.

GUIDUCCI, A.; DANAILOF, K.; ARONI, A. L. Beach Tennis: a opinião de professores e atletas sobre a modalidade. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 18, n. 1, p. 25-32, 2019. ITF. International Tennis Federation. ITF Beach Tennis World Tour. Disponível em: . Acessado em: 09 de abril de 2020.

IFBT. International Federation Beach Tennis. Dott. Giandomenico Bellettini: Beach Tennis La Storia Dell’ I. F. B. T. Disponível em: . Acessado em: 18 de março de 2020.

MARQUES, R. F.; GUTIERREZ, G. L.; ALMEIDA, M. A. B. O esporte contemporâneo e o modelo de concepção das formas de manifestação do esporte. Revista Conexões, Campinas, v. 6, n. 2, p. 42-61, 2008.

MOREIRA, J. F. A introdução e o desenvolvimento do Beach Tennis na cidade de Araraquara. 2017. 100f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Revista Educação, Santa Maria, v. 40, n. 1, p. 101-16, 2015.

NASCIMENTO, C. E. M. L.; PIMENTA FILHO, J. V.; GUIMARÃES, G. L. O perfil dos praticantes de Beach Tennis filiados à federação de tênis do estado do Rio de Janeiro. Revista Corpus et Scientia, Rio de janeiro, v. 8, n. 1, p. 39-50, 2012.

QUARANTINI, M. Il manuale del BEACH TENNIS. Bologna: Stampa, 2010.

SANTINI, J.; MINGOZZI, A. Beach tennis: um esporte em ascensão. Porto Alegre: Gênese, 2017.

VANZUITA, A. A construção de identidade(s) profissional(is) em educação física. Curitiba: Editora Appris, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Direitor Autorais Partilhados

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Caderno de Educação Física e Esporte

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Campus de Marechal Cândido Rondon

Rua Pernambuco, 1777 | Centro

Marechal Cândido Rondon | Paraná | 85960-000

F: (45) 3284 7855

E-mail: revista.cefe@unioeste.br

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaCEFE/