Habilidades de coping em atletas escolares brasileiros

Autores

  • Renato Miranda Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Danilo Reis Coimbra Universidae Estadual de Santa Catarina (UDESC)
  • Marcio Vidigal Miranda Junior Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • André Furiatti Russo Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Alexandro Andrade Universidae Estadual de Santa Catarina (UDESC)
  • Maurício Bara Filho Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Palavras-chave:

stress, adolescents, physical education

Resumo


O coping pode ser definido como a capacidade de gerenciar esforços cognitivos e comportamentais que estão constantemente modificando-se para administrar demandas psicofísicas específicas internas ou externas que excedem aos recursos do indivíduo. Esta habilidade é importante no desempenho de atletas, principalmente no esporte infanto-juvenil. O esporte competitivo escolar produz benefícios na saúde, sociais, acadêmicos e psicológicos para os jovens atletas. No entanto, ainda são escassos os estudos investigando o contexto do esporte competitivo escolar brasileiro. O objetivo do presente estudo foi analisar as habilidades de coping em atletas escolares brasileiros, comparando atletas do sexo masculino e feminino e atletas de nível competitivo local e nacional. A amostra foi composta de 105 atletas escolares de ambos os sexos (62,9% masculino) com idade foi de 16±0,9 anos e o tempo de prática de 4,7±2,5 anos de modalidades coletivas (voleibol, basquetebol, handebol e futsal). Foram selecionados 66 (62,9%) atletas da delegação Nacional e 39 (37,1%) da delegação Local. Para avaliar as habilidades de coping dos atletas escolares foi utilizado o questionário “Athletic Coping Skills Inventory-28BR.”A variável Coping Total foi analisada separadamente por meio de uma ANOVA 2x2. Os dados das habilidades específicas de coping foram analisados por meio de MANOVA de dois fatores “sexo” e “nível competitivo” (Nacional e Local) com os escores de Lidar com Adversidades, Melhor Desempenho sob Pressão, Preparação Mental/Metas, Concentração, Livre de Preocupação, Motivação/Confiança e Treinabilidade como variáveis dependentes. Houve diferença entre o sexo masculino e feminino no Coping Total, além das habilidades de Melhor Desempenho sob Pressão, Preparação Mental/Metas, Concentração e Motivação/Confiança. Entre os atletas de nível de desempenho Nacional e Local houve diferença nas habilidades de Melhor Desempenho sob Pressão e Motivação/Confiança. Treinadores e demais envolvidos no contexto do esporte escolar devem atentar para o desenvolvimento dessas habilidades de coping em seus atletas, a fim de que eles melhorem o desempenho e maximizem os benefícios que o esporte competitivo pode trazer para o jovem atleta escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANSHEL, M. Qualitative validation of a model for coping with acute stress in sport. Journal of Sport Behavior, Mobile, v. 24, n. 3, p. 223-46, 2001.

BEBETOS, E.; ANTONIOU, P. Psychological skills of greek badminton athletes. Perceptual and Motor Skills, Missoula, v. 97, n. 3, p. 1289-96, 2003.

COETZEE, B.; GROBBELAAR, H.; GIRD, C. Sport psychological skills that distinguish successful from less successful soccer teams. Journal of Human Movement Studies, New York, v. 51, n. 6, p. 383-401, 2006.

COIMBRA, D. R. Processo de validação do questionário “Athletic Coping Skills Inventory-28 (ACSI-28)” para a língua portuguesa do Brasil. 2011. 114f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

COIMBRA, D. R.; BARA FILHO, M.; ANDRADE, A.; MIRANDA, R. Habilidades de coping em atletas brasileiros. Motricidade, Ribeira da Pena, v. 9, n. 1, p. 95-106, 2013.

COX, R.; SHANNON, J.; McGUIRE, R.; McBRIDE, A. Predicting subjective athletic performance from psychological skills after controlling for sex and sport. Journal of Sport Behavior, Mobile, v. 33, n. 2, p. 129-45, 2010.

CRESSWELL, S.; HODGE, K. Coping skills: role of trait sport confidence and trait anxiety. Perceptual and Motor Skills, Missoula, v. 98, n. 2, p. 433-38, 2004.

GÉCZI, G.; BOGNÁR, J.; TÓTH, L.; SIPOS, K.; FÜGEDI, B. Anxiety and coping of hungarian national ice hockey players. International Journal of Sports Science and Coaching, Leeds, v. 3, n. 2, p. 277-85, 2008.

GÉCZI, G.; TÓTH, L.; SIPOS, K.; FÜGEDI, B.; DANCS, H.; BOGNÁR, J. Psychological profile of hungarian national young ice hockey players. Kinesiology, Zagreb, v. 41, n. 1, p. 88-96, 2009.

GIACOBBI, P.; LYNN, T.K.; WETHERINGTON, J.M.; JENKINS, J.; BODENDORF, M.; LANGLEY, B. Stress and coping during the transition to university for first-year female athletes. The Sport Psychologist, Champaign, v. 18, n. 1, p. 1-20, 2004.

GOUDAS, M.; THEODORAKIS, Y.; KARAMOUSALIDIS, G. Psychological skills in basketball: preliminary study for development of a greek form of the athletic Coping Skills Inventory-28. Perceptual and Motor Skills, Missoula, v. 86, n. 1, p. 59-65, 1998.

HEEVER, Z.; GROBBELAAR, H.; POTGIETER, J. Sport psychological skills and netball performance. Journal of Human Movement Studies, New York, v. 52, n. 1, p. 109-24, 2007.

KIMBROUGH, S.; DEBOLT, L.; BALKIN, R. Use of the athletic coping skills inventory for prediction of performance in collegiate baseball. The Sport Journal, Daphne, v. 12, n. 1, 2009. Disponível em: <http://www.thesportjournal.org/>. Acessada em: 02 de fevereiro de 2015.

KIM, M. S.; DUDA, J. L. The Coping process: cognitive appraisals of stress, coping strategies, and coping effectiveness. The Sport Psychologist, Champaign, v. 17, n. 4, p. 406-25, 2003.

MEYERS, M.; STEWARTS, C.; LAURENT, M.; LEUNES, A.; BOURGEOIS, A. Coping skills of olympic developmental soccer athletes. International Journal of Sports Medicine, New York, v. 29, n. 12, p. 987–93, 2008.

NICHOLLS, A.; POLMAN, R. Coping in sport: a systematic review. Journal of Sport Sciences, Leeds, v. 25, n. 1, p.11-31, 2007.

OMAR-FAUZEE, M.; DAUD, W.; ABDULLAH, R.; RASHID, S. The effectiveness of imagery and coping strategies in sport. European Journal of Social Sciences, London, v. 9, n. 1, p. 97-108, 2009.

POT, N.; SCHENK, N.; HILVOORDE, I. V. School sports and identity formation: socialisation or selection? European Journal of Sport Science, London, v. 14, n .5, p. 484-91, 2014.

SHELDON, J.; ECCLES, J. Physical and psychological predictors of perceived ability in adult male and female tennis players. Journal of Applied Sport Psychology, London, v. 17, n. 1, p. 48-63, 2005.

SMITH, R.; CHRISTENSEN, D. Psychological skills as predictors of performance and survival in professional baseball. Journal of Sport and Exercise Psychology, Champaign, v. 17, n. 4, p. 399-415, 1995.

SMITH, R.; SCHUTZ, R.; SMOLL, F.; PTACEK, J. Development and validation of a multidimensional measure of sport-specific psychological skills: the athletic coping skills inventory-28. Journal of Sport e Exercise Psychology, Champaign, v. 17, n. 4, p. 379-98, 1995.

VON GUENTHNER, S.; HAMMERMEISTER, J. Exploring relations of wellness and athletic coping skills of collegiate athletes: implications for sport performance. Psychological Reports, Missoula, v. 101, n. 3, p. 1043-49, 2007.

Downloads

Publicado

13-04-2016

Como Citar

MIRANDA, R.; COIMBRA, D. R.; MIRANDA JUNIOR, M. V.; RUSSO, A. F.; ANDRADE, A.; BARA FILHO, M. Habilidades de coping em atletas escolares brasileiros. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 13, n. 1, p. 31–38, 2016. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/13533. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Psicologia do Esporte

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)