Implicações sobre a elaboração de programas de educação física para idosos sob a luz do ideário da promoção da saúde

Autores

  • Arestides Pereira da Silva Júnior Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
  • Maria Luiza de Jesus Miranda Universidade São Judas Tadeu (UJST)
  • Marília Velardi Universidade de São Paulo (USP)

Palavras-chave:

Idosos, Programas de Educação Física, Promoção da Saúde.

Resumo


Este ensaio visa apresentar e refletir sobre a avaliação de idosos e sua implicação na elaboração de programas de Educação Física frente à luz do Ideário da Promoção da Saúde. As considerações e reflexões deste referencial nos possibilitam visualizar a questão da saúde numa dimensão mais democrática e humana, em que as questões subjetivas de interesses pessoais sejam consideradas para a elaboração de um programa de Educação Física para idosos, extrapolando os modelos tradicionais em que a abordagem predominante enfatiza quase que exclusivamente aspectos de ordem biológica e fisiológica compactuando com o chamado modelo biomédico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AKERMAN, M.; MENDES, R.; BÓGUS, C. M. É possível avaliar um imperativo ético? Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 605-15, 2004.

ALMEIDA, A. R.; ATHAYDE, F. T. S. Promoção da saúde, qualidade de vida e iniquidade em saúde: reflexões para a saúde pública. Tempus Actas de Saúde Coletiva, Brasília, v. 9, n. 2, p. 165-72, 2016.

AYRES, J. R. Norma e formação: horizontes filosóficos para as práticas de avaliação no contexto da promoção da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 583-92, 2004.

BECKER, D.; EDMUNDO, K.; NUNES, N. R.; NONATTO, D.; SOUZA, R. Empowerment e avaliação participativa em um programa de desenvolvimento local e promoção de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 655-67, 2004.

BETTI, M. Por uma teoria da prática. Motus Corporis, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 73-127, 1996.

BODSTEIN, R. Avaliação da implantação do programa de desenvolvimento integrado em Manguinhos: impasses na formulação de uma agenda local. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 593-604, 2004.

BRASIL. Ministério da saúde. As cartas da promoção da saúde. Brasília, 2002. Disponível em: . Acessado em: 15 de fevereiro de 2017.

BRASIL. Ministério da saúde. Estatuto do Idoso. Brasília, 2003. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.741.htm>. Acessado em: 2 de março de 2017.

BUSS, P. M. Uma introdução ao conceito de promoção de saúde. In: CZERESNIA, D. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendência. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2003.

CAPRA, F. O ponto de mutação: a ciência, a sociedade e a cultura emergente. São Paulo: Cultrix, 1982.

CARVALHO, F. F. B. Análise crítica da carta brasileira de prevenção integrada na área da saúde na perspectiva da educação física através do enfoque radical de promoção da saúde. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 227-36, 2009.

CIPRIANI, N. C. S. MEURER, S. T.; BENEDETTI, T. R. B.; LOPES, M. A. Aptidão funcional de idosas praticantes de atividades físicas. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 12, n. 2, p. 106-11, 2010.

CZERESNIA, D. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: CZERESNIA, D. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendência. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2003.

DIAS, R. M. R.; GURJÃO, A. L. D.; MARUCCI, M. D. F. N. Benefícios do treinamento com pesos para aptidão física de idosos. Acta Fisiátrica, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 90-5, 2016.

FARINATTI, P. T. V. Autonomia referenciada à saúde: modelos e definições. Motus Corporis, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p. 9-45, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. 30. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GEREZ, A. A. A prática pedagógica em educação física para idosos e a educação para a saúde: um olhar sobre o projeto sênior para a vida ativa - USJT. 2006. 255f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2006.

GEREZ, A. G.; MIRANDA, M. L. J.; VELARDI, M. Promoção da saúde, formação humana e capacitação profissional em educação física para idosos: o caso do projeto sênior para a vida ativa. Pulsar, Jundiaí, v. 4, p. 1-18, 2012.

GEREZ, A. G.; MIRANDA, M. L. J. ; VELARDI, M. ; CAMARA, F. M. . Educação Física e envelhecimento: uma reflexão sobre a necessidade de novos olhares e práticas. Motriz, Rio Claro, v. 16, p. 485-95, 2010.

GUIDARINI, F. C. S.; GUIMARÃES, S. N.; ARAUJO, P. A. B.; BORGATTO, A. F.; BENEDETTI, T. R. B. Influência dos pontos de corte para mensurar e classificar o nível de atividade física em idosos. Journal of Physical Education, Maringá, v. 28, n.1, p. 1-11, 2017.

LAVERACK, G.; LABONTE, R. A planning framework for community empowerment goals within health promotion. Health Policy and Planning, Oxford, v. 15, n. 3, p. 255-62, 2000.

LAVERACK, G.; WALLERSTEIN, N. Measuring community empowerment: a fresh look at organizational domains. Health Promotion International, Oxford, v. 16, n. 2, p. 179-85, 2001.

MACIEL, M. G. Atividade física e funcionalidade do idoso. Motriz, Rio Claro, v. 16, n. 4, p. 1024-32, 2010.

MATSUDO, S. M.; MATSUDO, V. K. R.; MARIN, R. V. Atividade física e envelhecimento saudável. Diagnóstico & Tratamento, São Paulo, v. 13, n. 3, p. 142-7, 2008.

MATSUO, R. F.; VELARDI, M.; MIRANDA, M. L. J. O sentido de saúde e as implicações para a prática de Educação Física em idosos. Journal of Physical Education, Maringá, v. 22, n. 1, p. 129-38, 2011.

MAZO, G. Z.; BENEDETTI, T. R. B.; GOBBI, S.; FERREIRA, L.; LOPES, M. A. Valores normativos e aptidão funcional em homens de 60 a 69 anos de idade. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 12, n. 5, p. 316-23, 2010.

MINAYO, M. C. S. A saúde em estado de choque. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1992.

MOYSÉS, S. J.; MOYSÉS, S. T.; KREMPEL, M. C. Avaliando o processo de construção de políticas públicas de promoção de saúde: a experiência de Curitiba. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 627-41, 2004.

OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (WHO – World Health Organization). Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO consultation on obesity. Geneva, 1998.

OKUMA, S. S. O significado da atividade física para o idoso: um estudo fenomenológico. 1997. 376f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

OKUMA, S. S. Cuidados com o corpo: um modelo pedagógico de educação física para idosos. In: FREITAS, E. V. D.; PY, L.; NERI, A. L.; CANÇADO, F. A. X.; DOLL, J.; GORZONI, M. L. (Org.) Tratado de geriatria e gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan. 2002. p. 1092-100.

PEDROSA, J. I. S. Perspectivas na avaliação em Promoção da saúde: uma abordagem institucional. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 617-26, 2004.

PEREIRA LIMA, V. L. G.; CAMPOS, N. Z. R.; ARRUDA, J. M.; BARROS, C. M. S.; TAVARES, M. F. L.; MEYER, M. C.; ZANDONADI, R. C. M. B. Análise da eficácia de programas sociais de promoção da saúde realizados em condições macroestruturais adversas. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 679-96, 2004.

PRADO, E. V.; SARMENTO, D. S.; COSTA, L. J. D. A.; ALMEIDA COSTA, J. O diálogo como estratégia de promoção de participação popular no SUS. Revista de APS, Juiz de Fora, v. 18, n. 4, p. 424-9, 2016.

ROOTMAN, I.; GOODSTADT, M.; HYNDMAN, B.; MCQUEEN, D. V.; POTVIN, L.; SPRINGETT, J.; ZIGLIO, E. A framework for health promotion evaluation. In: WHO. Europe evaluation in health promotion: principles and perspectives. WHO: Copenhague, 2001. p. 7-38

SANTOS SILVA, P.; FRADE, R. A. T. N. M.; SOUSA, V. D. C. P.; SANTOS, R. A.; BASTOS, É. S. M.; TREVISAN, E.; PRESTES, J. Qualidade de vida e nível de atividade física de idosos normotensos e hipertensos cadastrados na estratégia de saúde da família. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 21, n. 3, p. 222-9, 2016.

SILVA JÚNIOR, A. P. NAKAMURA, A. L. L.; LOUZADA, J. C. N.; VELARDI, M. Autonomia e Educação Física: Uma perspectiva à luz do ideário da Promoção da Saúde. Conexões, Campinas, v. 4, n. 1, p. 15-33, 2006.

SILVA JÚNIOR, A. P.; VELARDI, M. Evaluations of programs in health promotion: reflections and perspectives for the physical education in old age. The FIEP Bulletin, Foz do Iguaçu, v. 77, p. 410-3, 2007.

SILVA JÚNIOR, A. P. Avaliação de idosos de dois grupos de convivência de Marechal Cândido Rondon à luz do ideário da promoção da saúde: implicações sobre elaboração de um programa de educação física. 2007. 229f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Departamento de Educação Física, Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2007.

TORQUATO, E.; GERAGE, A.; MEURER, S.; BORGES, R.; SILVA, M.; BENEDETTI, T. Comparação do nível de atividade física medido por acelerômetro e questionário IPAQ em idosos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v. 21, n. 2, p. 144-53, 2016.

VALLA, V. V. Educação popular, saúde comunitária e apoio social numa conquista de globalização. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 15, sup. 2, p. 7-14, 1999.

VASCONCELOS, E. M. O poder que brota da dor e da opressão: empowerment, sua história, teorias e estratégias. Rio de Janeiro: Paulus, 2004.

VELARDI, M. Pesquisa e ação em educação física para idosos. 2003. 189f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

ZAGO, A. S.; GOBBI, S. Valores normativos de aptidão funcional de mulheres de 60 a 70 anos. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 11, n. 2, p. 77-86, 2003.

Downloads

Publicado

23-05-2017

Como Citar

SILVA JÚNIOR, A. P. da; MIRANDA, M. L. de J.; VELARDI, M. Implicações sobre a elaboração de programas de educação física para idosos sob a luz do ideário da promoção da saúde. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 14, n. 2, p. 55–64, 2017. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/16493. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Atividade Física relacionada à Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>