EFEITO DA RECUPERAÇÃO ATIVA VERSUS PASSIVA EM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS INTERVALADOS DE PREDOMÍNIO ANAERÓBIO

Autores

  • Dartel Ferrari de Lima
  • Maria das Graças Anguera Lima
  • Rene Anguera Lima

Palavras-chave:

Exercício anaeróbio, Recuperação ativa, Recuperação passiva.

Resumo


A fadiga desempenha importante redução no desempenho motor. O período de recuperação contribui fortemente para a restauração das vias energéticas e no equilíbrio bioquímico tecidual, retardando ou amenizando os efeitos da fadiga. Assim, o objetivo desse trabalho foi de investigar mudanças no comportamento da recuperação durante as repetidas séries de esforço de alta intensidade e curta duração. Foram estipuladas duas formas diferentes de recuperação: a ativa e a passiva, entre os intervalos de trabalho físico constituído por seis repetições de 50 metros rasos com a máxima velocidade possível. Foram utilizados seis corredores amadores do sexo masculino (idade 19,67 ± 1,63 anos, massa corporal de 74,33 ± 5,2 kg e estatura de 1,77 ± 0,71 metros). O tempo médio consumido nos seis ensaios foi de 6,74 ± 0,48 segundos e 6,89 ± 0,51 segundos, quando utilizado os protocolos de recuperação ativa e passiva, respectivamente. O tempo gasto para percorrer a unidade de distância para cada intervalo apresentou tendência de cescimento. O acréscimo foi significativamente menor durante o protocolo de recuperação ativa. No presente estudo, a variação da velocidade não pôde ser explicada pelos valores sangüíneos de lactato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

LIMA, D. F. de; LIMA, M. das G. A.; LIMA, R. A. EFEITO DA RECUPERAÇÃO ATIVA VERSUS PASSIVA EM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS INTERVALADOS DE PREDOMÍNIO ANAERÓBIO. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 7, n. 12, p. 15–22, 2000. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/1793. Acesso em: 6 dez. 2021.