“Portanto, os senhores exigindo dos escravos mais do que podem, cometem um homicídio” – Vida e morte de indivíduos cativos nos oitocentos através dos registros de óbito (Porto Alegre /RS)

Paulo Roberto Staudt Moreira

Resumo

A intenção deste artigo é explorar a potencialidade dos  registros  de  óbitos  de  cativos  para  o  entendimento  da sociedade escravista oitocentista. Percebemos nos últimos anos o crescimento das pesquisas que têm enfocado a temática da morte,  da  saúde  e  das  doenças,  mas  ainda  poucas  destas pesquisas se voltam à população escravizada. Nosso objetivo é um estudo que estabeleça como variáveis as causas das mortes, cruzando-as  com  as  faixas  etárias,  origem  e  gênero  dos indivíduos  falecidos.

Palavras-chave

Saúde, morte, cura, escravidão

Texto completo:

PDF