ASSIS CHATEAUBRIAND: HISTÓRIA E MEMÓRIA

Rita Boritza

Resumo

“Assis Chateaubriand: história e memória” é um projeto que propõe analisar a colonização de Assis Chateaubriand sob a ótica dos relatos de alguns colonizadores. Procuramos recuperar e tirar do silêncio a memória de pessoas comuns, que vivenciaram a experiência do mandonismo político, do grilo de terras e da expulsão. Fomos à busca de outra história, de recuperar o conhecimento do passado daqueles que lutaram contra a dominação, daqueles que não aceitaram ser apenas instrumentos de quem tinha o poder. Para essas pessoas que iniciaram a ocupação e, depois, se depararam com a grilagem das companhias de colonização, o ambiente de insegurança era comum. O medo rondava as residências e as propriedades e as ameaças de uso da violência física era uma constante. Para realizar este projeto de estudo optamos por trabalhar com os alunos da EJA. Ao apresentar a proposta de trabalho foi muito interessante a reação dos alunos, pois, de imediato, um aluno afirmou que seu avô havia sido pistoleiro da Companhia Norte do Paraná na época e outro disse que seu tio foi motorista da mesma empresa e que presenciaram muita violência cometida a mando da Colonizadora. Inicialmente “achei que era invenção de meu avô”, afirmou um deles. Outros falaram sobre a época da colonização e as dificuldades que os “seus familiares” enfrentaram. Constatou-se que muitas pessoas ainda têm receio de falar sobre o assunto. As entrevistas foram realizadas de forma direta e indireta e seus resultados foram surpreendentes. Com este trabalho buscamos perceber como os alunos da EJA passaram a perceber essa história não dita e que memórias têm sobre a história do município, pois a construção da “identidade local” e da cidadania se dá numa estreita relação com a memória que o sujeito tem de si e das relações que estabelece com os outros, no tempo e no espaço.

Palavras-chave

Conflito agrário, Colonização, Memória.

Texto completo:

PDF