GERAÇÕES, FRONTEIRAS E ITALIANIDADE NO SUL DO BRASIL

Silvio Antonio Colognese

Resumo


O objetivo deste trabalho é sugerir a importância da noção de fronteira enquantounidade de análise nas pesquisas sobre relações geracionais em ambientes de mobilizaçãoétnica. Para a demonstração desta importância, são utilizadas informações de pesquisassobre associativismo étnico, encontros de parentelas e movimentos pela busca da duplacidadania entre descendentes de italianos no Sul do Brasil.

Palavras-chave


gerações; fronteiras; italianidade; unidade de análise

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Tempo da Ciência



e-ISSN: 1981-4798 — ISSN: 1414-3089

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Rua da Faculdade, 645 — Jardim La Salle
CEP: 85903-000 — Toledo-Paraná-Brasil

| revistatempodaciencia@yahoo.com.br |