A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE

Autores

  • Karen Alves Andrade Moscardini Instituto Federal do Paraná - Campus Londrina
  • Ana Luísa Serpeloni Baptista

Palavras-chave:

PIBID, Formação de professores, Práticas docentes.

Resumo


O presente trabalho consiste em um relato de experiência que visa refletir acerca da contribuição do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) na formação inicial de professores, sendo uma iniciativa que proporciona um contato com a sala de aula e com o contexto escolar de forma prática. Diferentemente dos estágios curriculares, priorizados nas etapas finais dos cursos, a partir do PIBID, o futuro professor pode associar os estudos teórico-acadêmicos à realidade nas escolas públicas brasileiras de educação básica, colaborando com uma visão integral da docência e com a observação e o desenvolvimento de habilidades relacionadas ao ensino e à aprendizagem. Em vista disso, destacamos o PIBID de Língua Portuguesa, ocorrido no Instituto Federal do Paraná (IFPR) em 2018 e 2019, como uma ferramenta fundamental de aprendizado e imersão na realidade escolar brasileira. Neste sentido, serão apresentadas as atividades realizadas durante a vigência do programa, dentre elas a aplicação de Sequências Didáticas para o ensino de Gêneros Textuais Orais e Escritos, a discussão de métodos para a correção de produções textuais e a aplicação de Oficinas Literárias para vestibulandos. A apreciação das atividades tem como foco dimensionar o papel exercido pela experiência vivenciada no PIBID na construção da identidade do professor em formação, evidenciando, portanto, a importância da manutenção de programas que contribuam para a formação de licenciandos, ainda nos anos iniciais, que fundamentem, norteiem e instrumentalizem as práticas docentes.

Referências

DOLZ, Joaquim; SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros e progressão em expressão oral e escrita – elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). . In: SCHNEUWLY, Bernard.; DOLZ, Joaquim. e colaboradores. Gêneros orais e escritos na escola. [Tradução e organização: Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro]. Campinas-SP: Mercado de Letras, 2004.

Educ. Soc., Campinas, v. 39, nº. 144, p.721-737, jul.-set., 2018

FÁVERO, Maria Lourdes de Albuquerque. Universidade Estágio Curricular, subsídios para discussão. In ALVES, Nilda.(org) Formação de professores pensar e fazer. São Paulo, Cortez, 1992

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessário á prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, B.A.; BARRETO, E.S.S. (Orgs.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2014.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 1994

NÓVOA, Antônio. Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, A. O passado e o presente dos professores. In: NÓVOA, António. Profissão Professor. Porto. Porto Editora. 1995.

NÓVOA, António. Novas disposições dos professores: A escola como lugar da formação; Adaptação de uma conferência proferida no II Congresso de Educação do Marista de Salvador (Baía, Brasil), em Julho de 2003.

PIMENTA, Selma G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, Selma G.; LIMA, Maria S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

Downloads

Publicado

14-02-2022

Como Citar

MOSCARDINI, K. A. A.; BAPTISTA, A. L. S. A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE. Temas & Matizes, [S. l.], v. 15, n. 26, p. 322–339, 2022. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/temasematizes/article/view/26187. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊS:Experiências e desafios do Pibid e do Programa de Residência Pedagógica na formação de professores