PRÁTICAS DE LIBERDADE: O POTENCIAL EMANCIPADOR E ANTI-TECNICISTA DO ENSINO A CONTRAPELO DA HISTÓRIA E DA MÚSICA

Autores

Palavras-chave:

Anti-colonialismo. Educação a contrapelo. Interdisciplinaridade.

Resumo


O presente artigo com foco particular nas disciplinas de História e Música (comumente inserida como uma das linguagens componentes da aula de Artes). busca trazer reflexões sobre a permanência de traços das relações e hierarquias coloniais nas práticas e nos saberes das instituições de ensino e da estrutura curricular das escolas de ensino fundamental e médio, estas disfarçadas e ocultadas pela pretensa “racionalidade” da modernidade, narrativa ainda sustentada pela visão do progresso inevitável como uma “lei da História”, ao mesmo tempo em que confronta as ideias preconcebidas de “música boa” e “música ruim” na educação musical. Essa hierarquização das formas musicais, elaborada pelas classes dominantes, resulta em um preconceito que muitas vezes leva a um afastamento do aluno da aprendizagem de certos instrumentos e estilos. Partindo de uma metodologia que encara a história da modernidade europeia a contrapelo e com apoio de relatos de experiência no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) dos autores, propõe-se o desafio de uma "educação a contrapelo", ancorada em partes na obra freireana, visando a construção de um currículo do ensino básico que seja crítico aos resquícios do colonialismo em nossa sociedade (colonialidade do poder e do saber) e de um currículo do ensino superior que forneça ao discente, professor em formação, as ferramentas pedagógicas necessárias para o desafio de valorizar o lado artístico e histórico da docência.

Biografia do Autor

Patricia Kawaguchi, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Tradução de Fábio Creder. Petrópolis: Vozes, 2019.

CERASOLI, Josianne Francia. Instabilidades educacionais como legado do PIBID. In: PRADO, Guilherme do Val Toledo; AYOUB, Eliana; PRODÓCIMO, Elaine. (Org.) Narrando cotidianos e histórias. Coleção Formação Docente em Diálogo - Edição Especial PIBID-UNICAMP. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2017.

CESAR, Patricia Kawaguchi. Três anos e meio construindo o Pibid Música. In: PRADO, Guilherme do Val Toledo; AYOUB, Eliana; PRODÓCIMO, Elaine. (Org.) Narrando cotidianos e histórias. Coleção Formação Docente em Diálogo - Edição Especial PIBID-UNICAMP. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2017.

CESAR, Patricia Kawaguchi; FELICE, Geovana. Possibilidades para a música na escola pública: como o Pibid e a residência pedagógica facilitam ou não essa inserção. In: XI Encontro Regional Sudeste da Associação Brasileira de Educação Musical, v. 3, 2018, São Paulo. Anais… Londrina, UFPR, 2018.

DIAS, Madelaine. Musicalidade na escola. In: PRADO, Guilherme do Val Toledo; AYOUB, Eliana; PRODÓCIMO, Elaine. (Org.) Narrando cotidianos e histórias. Coleção Formação Docente em Diálogo - Edição Especial PIBID-UNICAMP. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2017.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1968.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

HEYWOOD, Linda. Nzinga de Angola: A rainha guerreira da África. 2018. São Paulo: Casa das Letras.

JÚNIOR, João Fortunato Soares de Quadros; COSTA, Fernanda Silva da. Pibid e a formação inicial de professores de música no Brasil: uma análise exploratória. Revista da ABEM. Londrina, v. 23, n. 35, p. 35-48, jul.-dez. 2015.

LANDEM, Edgar. Ciências sociais: saberes coloniais e eurocêntricos. In: LANDEM, Edgar (Org). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. p. 08-23. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

LOWY, Michael. Walter Benjamin: Aviso de incêndio. Uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. São Paulo: Boitempo, 2005.

MENDES, Adriana; CESAR, Patricia Kawaguchi. O subprojeto Música do PIBID-Unicamp. In: PRADO, Guilherme do Val Toledo; AYOUB, Eliana; PRODÓCIMO, Elaine. (Org.) Ampliando horizontes na formação de professores. Coleção Formação Docente em Diálogo v. 3. Campinas: Edições Leitura Crítica, 2014.

PENNA, Maura. Música(s) e seu Ensino. Porto Alegre: Sulina, 2008.

PEREIRA, Elisabete Monteiro de Aguiar. A construção do conhecimento na modernidade e na pós-modernidade: implicações para a universidade. Revista Ensino Superior. Campinas, n. 14, jul.-set. 2014. Disponível em: <https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/artigos/a-construcao-do-conhecimento-na-modernidade-e-na-pos-modernidade-implicacoes-para-a-universidade>. Acesso em: 28 out. 2020.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgar (Org.) A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005. p. 107-130.

SILVA, Cintia Ribeiro Veloso da. Alienação, arte e educação diante do atual estágio do capitalismo. In: SCHLESENER, Anita Helena; MASSON, Gisele; SUBTIL, Maria José Dozza. Marxismo(s) e educação. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2016. p. 245-263.

SNYDERS, Georges. A escola pode ensinar as alegrias da música? 5 ed. Tradução de Maria Felisminda de Rezende e Fuzari. São Paulo: Cortez, 2008.

SUBTIL, Maria José Dozza. Marxismo, arte e educação: as potencialidades de humanização pela educação artística. In: SCHLESENER, Anita Helena; MASSON, Gisele; SUBTIL, Maria José Dozza. Marxismo(s) e educação. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2016. p. 227-244.

VIEIRA, Djenane. O RAP como recurso de musicalização e reflexão sobre educação étnico-racial na escola regular. Revista Fladem Brasil. v. 1, p. 32-48, jan. 2020

Downloads

Publicado

14-02-2022

Como Citar

KAWAGUCHI, P.; CONCEIÇÃO, D. C. de L. PRÁTICAS DE LIBERDADE: O POTENCIAL EMANCIPADOR E ANTI-TECNICISTA DO ENSINO A CONTRAPELO DA HISTÓRIA E DA MÚSICA. Temas &amp; Matizes, [S. l.], v. 15, n. 26, p. 192–212, 2022. Disponível em: https://saber.unioeste.br/index.php/temasematizes/article/view/26203. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊS:Experiências e desafios do Pibid e do Programa de Residência Pedagógica na formação de professores