AS DINÂMICAS SIMBÓLICAS NA CONSTRUÇÃO DO MOVIMENTO DE INDEPENDÊNCIA MEXICANA

Laís Olivato

Resumo

O presente artigo se dispõe a analisar a construção do imaginário político formado pelos rebeldes durante o movimento de independência no México liderado por Hidalgo e, posteriormente, por Morelos, entre os anos de 1810 e 1814. Os periódicos insurgentes publicados neste período, assim como as cartas trocadas entre as lideranças políticas e seus generais, atestam que a utilização de símbolos religiosos foram cruciais para a mobilização dos camponeses na luta pela defesa da pátria. Contudo, os mediadores culturais deste diálogo eram homens formados na Ilustração que fizeram parte da construção de novos espaços de sociabilidade nos centros urbanos da Nova Espanha na passagem do século XVIII para o XIX.

Palavras-chave

O presente artigo se dispõe a analisar a construção do imaginário político formado pelos rebeldes durante o movimento de independência no México liderado por Hidalgo e, posteriormente, por Morelos, entre os anos de 1810 e 1814. Os periódicos insurgentes p

Texto completo:

PDF